Bom dia! Boa semana!!!Nada como voltar pra casa e me deparar com a explosão das #orquídeas #DendrobiumNobile ! Primavera chegando...Getty Villa é uma réplica exata do  Palácio dos Papiros, escavado das cinzas em Pompéia...Mummy portrait of a woman Romano-egyptian A.D. 100-110Boa segunda! Boa semana!Since 1987
@lizandray @kikizinha

                
       





















bloglovin



CURRENT MOON


Films

LINHAS ASSINADAS VERÃO CHILLI BEANS

Campanha 2014 criada pela Fracta Propaganda, Diretor de Criação: Zé Caporrino, Figurino: Japa Girl e Produtora: Janela Digital

chilli

10168258_779763208702341_665184477_n

   Comentário RSS   
 

CLARO TV

Direção: Rodolfo Vanni – Figurino: Japa Girl – Produção: Cia de Cinema

CLARO_FOTO

   Comentário RSS   
 

HABIB´S

Com direção de Rodolfo Vanni e figurino Japa Girl, o Habib´s lança seu comercial de comemoração aos 25 anos da marca.

hqdefault

   Comentário RSS   
 

TODAY’S SOUND: ALICE COOPER POR ARTHUR MENDES ROCHA

Alice Cooper é o nome artístico de Vincent Damon Furnier, um dos vocalistas mais conhecidos do rock, principalmente por seus shows teatrais, chocantes e de temáticas inspiradas por filmes de terror.

alice-1a


alice-1

Furnier nasceu em Detroit, em 1948, seu pai, por incrível que pareça, era bispo da Igreja de Jesus Cristo e seu avô era apóstolo, ou seja, mesmo com esta educação mega religiosa, ele ficou atraído na vida adulta por um lado mais profano.

alice-2

A carreira de Furnier começou nos anos 60, quando ele montou com seus colegas Glen Buxton, Dennis Dunaway, John Tatum e John Speer, a banda Earwings, que depois passou a se chamar Spiders e Nazz, até finalmente assinarem como Alice Cooper.

alice-cooper-band

O nome foi inspirado por rituais de magia negra, seria o nome do espírito de uma feiticeira numa das vidas passadas de Furnier.

Mesmo na banda, Furnier passou a se chamar Alice Cooper, que pretendia ser um vocalista de rock vilão, com um visual aterrorizante e sombrio, do dark side,  se diferenciando dos vocalistas ‘heróis” da época.

alice-3

É interessante notar que a banda Alice Cooper lançou oito álbuns, antes de Furnier se apropriar do nome, tendo sido apadrinhados por Frank Zappa e lançado seu primeiro disco em 1969, intitulado “Pretties for you”.

alice-4

O álbum foi um fracasso de público e crítica, mas conseguiu conquistar alguns fãs.

Em um dos shows de divulgação, aconteceu um fato que contribuiu para a mítica criada em torno de Cooper: ele tirou uma galinha na plateia e esta foi despedaçada pelo público. A imprensa da época deu bastante destaque para o fato e começaram a circular boatos que ele havia cortado a cabeça da galinha e bebido o sangue.

alice-5

Foi com o terceiro disco, ‘Love it to the death”, de 1970, e com a música “I’m eighteen’,  que eles começaram a fazer sucesso, mas principalmente por causa de suas atuações teatrais no palco, que viria a ser chamado pela crítica de “teatro de terror”.

alice-6

Os pais na época morriam de medo que Cooper influenciasse negativamente seus filhos, tentando boicotá-lo, mas nunca conseguiram…

No vídeo abaixo, Cooper já usa e abusa dos recursos teatrais, ajudado por uma pesada maquiagem preta em torno dos olhos, quase como lágrimas negras, além do figurino com calça de paetês:

No ano seguinte, eles assinam com a major Warner e lançam “Killer”, que atinge a 21ª posição na Billboard.

Entre as canções está “Under my wheels”, cujo vídeo podemos ver abaixo. O figurino de Cooper está ainda mais elaborado, um macacão preto de taxas com o peito aberto, botas de cano alto com detalhes em prata e os olhos pintados como se fossem cílios enormes:

No álbum seguinte, “School Out”, de 1972, eles conseguem chegar ao topo das paradas, puxada pelo single de mesmo nome, abaixo em um vídeo no Top of the Pops:

Em 1973, eles lançam seu penúltimo álbum como Alice Cooper, o grupo, “Billion Dollar babies”, que originou um dos primeiros vídeos a serem exibidos pela MTV:

No mesmo ano, eles fazem a turnê Billion Dollar Babies, quebrando recordes por onde passaram e incluindo números como o da guilhotina, onde ele encena que é decepado e que se tornou uma de suas marcas registradas.

alice-headless

Ainda em 73, houve o encontro entre Cooper e Salvador Dali, que passaram um tempo juntos, sendo que Dali fez uma obra de arte dedicada à Cooper, um dos primeiros hologramas que se tem notícia, que está em exibição no Museu Dali.

alice-e-dali


alice-e-dali-2

O próximo disco e as tensões entre os integrantes acabaram por separá-los e fazer com que Alice Cooper virasse o projeto pessoal de Furnier, com uma nova banda e um novo disco que mostrou ser um sucesso, “Welcome to my nightmare”. Em um dos vídeos para divulgar este trabalho, ele chamou Vincent Price para fazer uma participação especial (muito antes de Michael Jackson com Thriller):

alice-&-vincent

Em 1977, ela lança uma balada que faz o crossover pop e vira hit, com direito a uma divertida aparição no Muppet Show:

No final da década de 70, e acabando de lançar um segundo disco de sucesso moderado, Cooper enfrentava problemas com o alcoolismo, o que estava atrapalhando sua vida profissional, e acaba se internando em uma clínica de reabilitação, pondo seu casamento em risco.

alice---varias

Com a chegada dos 80, sua popularidade vai diminuindo e ele só vem a reconquistar o público no final da década com ‘Trash’, álbum que teve três singles de sucesso, incluindo “Poison”:

No início dos anos 90, ele vivia uma fase de popularidade renovada, participando do disco ‘Use you ilusion’ do Guns n’ Roses, além da participação como ator em filmes como “Freddy’s death: the final nightmare” (como o pai de  Freddy Kruger) e “Wayne’s World”.

alice-live

Com o lançamento do álbum de 1994, “The last temptaion”, ele vira estória em quadrinhos de Neil Gaiman e resolve dar nova pausa na carreira.

alice-8

Seu retorno foi no ano 2000 com “Brutal Planet”, início de uma trilogia onde discute fé e religião, trabalhos estes muito bem recebidos pela crítica e que originaram novas turnês mundiais.

alice-7

Depois de serem incluídos no Rock n’Roll Hall of Fame em 2010, Alice Cooper esteve fazendo shows no país em 2011 e lançou “Welcome 2 my nightmare”, continuação de seus disco de 1975.

alice---welcome-2-my-nightm

No ano passado foi lançado o Box-set “Old School Special Edition” incluindo a edição comemorativa dos 40 anos do álbum “School’s out” além de CDs com material inédito e bootlegs.

alice-spider

Se não houvesse Alice Cooper e seu “horor show”, não existiriam artistas como Marilyn Manson, Slipknot, Kiss, New York Dolls e muitos outros que devem a ele, o conceito do show de rock como um espetáculo teatral e cheio de ousadia.

   Comentário RSS   
 

TODAY’S SOUND: PLAN 9 FROM OUTER SPACE POR ARTHUR MENDES ROCHA

Aproveitando que hoje é Halloween, falaremos de um clássico do cinema trash que entrou para a história do cinema como o “pior filme de todos os tempos”: “Plan 9 from Outer Space”.

Ed Wood dirigiu este híbrido de ficção-científica e terror, estrelando Bela Lugosi, Vampira (Maila Nurmi) e Tor Johnson, entre outros e o filme foi rodado em poucas semanas e com um orçamento bem reduzido (como todo o trash que se preza).

plan-9---elenco

Só com a direção e este elenco, o filme já mereceria seu lugar na história de Hollywood, já que Wood conseguiu “inserir” a participação de Lugosi através de cenas filmadas antes da morte do mesmo.

bela-lugosi

Claro que isto visava aproveitar a figura de Lugosi como chamariz de bilheteria, ainda mais com ele fazendo alusões ao seu icônico personagem Drácula.

ed-e-bela-2

Na verdade, a idéia inicial de Wood era fazer o filme “Tomb of the vampire” (ou “The Ghoul goes west”), por isto as cenas de Lugosi acabaram ficando “perdidas’ no filme.

plan-9---foto-1

A participação de Lugosi acabou sendo uma espécie de homenagem de Wood à figura de Lugosi, um ator eternamente associado ao mito que criou nos filmes da Universal e que enfrentava problemas com seu vício em morfina.

ed-and-bella

Os dois conviveram muito nos três últimos anos de vida do ator (ele faleceu em 1956) e isto foi tema do filme “Ed Wood” de Tim Burton, estrelado por Johnny Depp (como Wood) e Martin Balsam, que arrebatou o Oscar de melhor ator coadjuvante, vivendo Lugosi.

ed-wood-film

Após a morte de Lugosi, Wood aprontou o roteiro de “Grave robbers from outer space”, em 1956, lançando-o no ano seguinte, mas o distribuidor só o lançou ao grande público em 1959 e com o título de “Plan 9 from Outer Space”. A troca do título foi imposto pela Igreja Batista, que era um dos financiadores do filme.

plan-9---foto-3

plan-9---foto-2

Outro detalhe foi que Wood acabou substituindo Lugosi (que já havia falecido) pelo seu quiropata, Tom Mason (em participação não creditada) que, em muitas das cenas, usa a capa tapando o seu rosto para que o público não perceba que não se trata mais de Lugosi.

plan-9---bela-2

Ed Wood também era uma figura peculiar do cinema, conseguia realizar seus projetos, acreditava em suas ideias com fervor, além de dirigir, produzir e escrever suas produções; ele também gostava de andar travestido (ou usando seu pulôver de fedora como na foto abaixo) e fez outro clássico trash “Glen or Glenda”.

ed-wood

A estória fala de extraterrestres que pretendem impedir os humanos de construir uma arma que destruiria o universo e por isso lançam o ‘Plan 9” para ressuscitar os mortos e impedir estes acontecimentos, instaurando um caos generalizado e dominando a terra.

plan-9---poster-3

plan-9---poster-2

plan-9---poster-1

Wood já enfocava os zombies, muito antes destes virarem figurinhas fáceis em filmes e séries de TV.

plan-9---zombies

Revendo o filme hoje, ele não deixa de ser divertido, ousado para a época, mas ao mesmo tempo, cheio de erros de continuidade e edição.

plan-9---foto-4

Para se ter uma idéia, eis algumas “falhas” do filme: as cenas filmadas em estúdio diferem muito das rodadas em locações e deveriam fazer parte da mesma cena; em uma das cenas, é possível ver a sombra de um microfone, coisa que não era perceptível quando o filme foi lançado no cinema; alguns diálogos não fazem o menor sentido, como o texto inicial onde o narrador fala de fatos que irão acontecer no futuro, mas que na verdade já aconteceram no passado; as lápides do cemitério foram feitas de borracha e podemos perceber que estas se mexem.

plan-9---foto-5

A produção era bem simples, os efeitos mal feitos, como os discos voadores que tremem ao voar, os cenários pobres que são preenchidos com cortinas e muita fumaça.

Abaixo um vídeo com algumas destas falhas:

Mas todas estas falhas acabam contribuindo para o charme e a aura cult que o filme foi adquirindo com o passar dos anos.

Outros criticados foram Vampira e Tor Johnson, pelos seus desempenhos fracos, especialmente Tor que mantém a mesma expressão no filme inteiro. Mas afinal, eles eram amigos de Wood e suas participações são fundamentais para o filme.

plan-9---vampira-e-tor

 Vampira, persona criada pela atriz Maila Nurmi, foi a primeira host de programas de horror transmitidos pela TV.

plan-9---vampira1

Maila começou a chamar atenção ao estrelar uma peça na Broadway intitulada “Spook Scandals”, um show apresentado à meia noite onde ela já ensaiava seus passos como musa do terror.

plan-9---vampira-2


vampira-3

Sobrevivendo como pin up durante os anos 50, ela fez uma aparição vestida de Morticia Adams e foi convidada por um produtor de TV para apresentar o programa The Vampira Show, que durou de 1954 a 1955, criando assim a personagem Vampira.

vampira-4

 Mas foi com “Plan 9” que Vampira tornou-se uma referência pop, ao sair de uma floresta com as mãos para a frente. Abaixo algumas cenas dela no filme:

 No filme “Ed Wood”, ela foi vivida por Lisa Marie, a então mulher de Tim Burton. Maila veio a falecer em 2008, aos 85 anos de idade.

ed-wood-e-gang

Independente de todas as críticas, “Plan 9 from Outer Space” é considerado a obra-prima de Ed Wood, um filme que ele fez de tudo para que se tornasse realidade e que  mais diverte que assusta; graças às suas reprises na TV americana ou em sessões da meia noite transformou-se numa referência fundamental para o cinema trash e de baixo orçamento, conquistando as mais diferentes gerações.

plan-9---foto-6

   Comentário RSS   
 

JAPA GIRL’S GLAMOUR TV EPISÓDIO 6

Em nosso novo episódio Japa Girl encara mais uma campanha da CHILLI BEANS, desta vez  o tema é EROTIKA onde Japa mostra 4 looks originais e picantes.

wallpaper1920x1080_sutra

 

   Comentário RSS