Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
Today’s Sound: Mötley Crüe por Arthur Mendes Rocha – Japa Girl



























































                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

Today’s Sound: Mötley Crüe por Arthur Mendes Rocha

Muito cabelo, groupies, álbuns de platina, dependência em álcool e drogas, além de namoro com celebridades, assim é o Mötley Crüe, uma das bandas de maior sucesso do glam metal.

O Mötley Crüe começou sua carreira no circuito de bares de Los Angeles, formada em 1981 por Nikki Sixx, Greg Leon e Tommy Lee. A eles juntou-se o vocalista Vince Neill e a partir daí estava formado o grupo e prontos a conquistarem o sucesso.

Seu primeiro álbum foi por uma pequena gravadora, “Too fast for Love” e acabou tendo certa repercussão vendendo 20 mil cópias. A gravadora Elektra estava de olho neles e assinou com a banda lançando o álbum “Shout at the devil” em 1983, com o hit “Looks that kill’ bombando na MTV:

O álbum ganhou disco de platina, mas nesta época Neill já mostrava que ainda se meteria em muitas encrencas, sofrendo um acidente de carro que matou um companheiro (Nicholas Dingley do “Hanoi Rocks”) por dirigir bêbado e cumpriu alguns dias na prisão. Estes escândalos só vieram a aumentar mais a curiosidade dos fãs e a mítica em torno da banda.

Seu disco seguinte “Theatre of pain” também teve ótima vendagem e originou o hit “Smokin’ in the boys room” (um cover do Brownsville Station) que chegou ao top 40:

O sucesso continuou durante os anos 80, sendo que em 1987 eles lançaram “Girls, girls, girls” que atingiu o segundo lugar nas paradas e cuja música título teve alta rotação nas rádios e na TV:

Neste período, eles se preparavam para uma turnê européia, quando Sixx teve uma quase fatal overdose de heroína, o que fez a banda repensar o lifestyle movido a drogas e optar por clínicas de reabilitação. Eles voltaram em 1989, desta vez limpos e sóbrios para lançarem aquele que seria seu maior sucesso comercial: “Dr. Feelgood”, que deu origem ao single que dá nome ao álbum.

Com a chegada dos anos 90, a música do Mötley Crüe vai perdendo espaço para o grunge, além de vender menos discos, eles enfrentam problemas entre seus membros, alguns acabam saindo, outros entram, além de brigas com gravadoras, empresários e também com suas respectivas esposas.

Tommy Lee, na época casado com Pamela Anderson, é acusado de abuso por ela e fica preso durante um ano. Ao sair ele briga com Neill e forma uma outra banda, a Methods of Mayhem.

Até que em 2005, eles finalmente voltam às boas e partem para uma turnê de reunião que coincide com o lançamento da coletânea dupla “Red, White & Crüe”, que lhes dá um novo disco de platina.

O Mötley Crüe sempre representou os excessos de uma banda de rock: poseurs, mulherengos, briguentos, viciados em drogas, álcool, sexo, seu estilo influenciou várias bandas de cabeludos, com seu jeito de vestir, altamente maquiados e montados.


Em 2008, a banda realizou o Crüe Festival, onde reuniu bandas de hard rock e teve ótimo público.

Ano passado, eles completaram 30 anos de estrada e fizeram shows no Brasil.

Agora durante o mês de fevereiro, a banda está tendo uma residência fixa em Las Vegas, com shows praticamente vendidos e no ano que vem, eles devem lançar um filme baseado na autobiografia da banda chamado “Dirt”.

Além disso, eles acabam de estrear um comercial para a marca de carros KIA,  que veiculou no último Superbowl:

   Comentário RSS Pinterest