Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: “ASCENSOR PARA O CADAFALSO” POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉RIP #leeradizwill and #rudolfnureyev 🖤🖤Wake up, Mthrfckrs! 
#10yearchallengeHappy Halloween from Vampirina 🖤“The Proposal” ( between 1880 - 1889) by Knut Ekwall (Swedish - 1843 - 1912)Full purple bloom galore!
#flordesaomiguel #violeteira #ravenala #kaizukaPapa Pirate & Mama Mermaid
#agathalunaJust opened! #cattleyaThe Death of Cleópatra 
Jean Andre Rixens - 1874

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: “ASCENSOR PARA O CADAFALSO” POR ARTHUR MENDES ROCHA

Warning: sprintf(): Too few arguments in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/addthis/addthis_social_widget.php on line 1154

Hoje falaremos da trilha que marca o encontro de um grande cineasta com um brilhante músico: “Ascensor para o cadafalso” (Ascenseur pour l’echafaud).

Este filme marca a estréia na direção do cineasta francês Louis Malle (autor de filmes memoráveis como “30 anos esta noite”, ‘Os Amantes”, “O Sopro no Coração” e muitos outros); na época um jovem de 24 anos que buscava fazer um filme noir (que acabou influenciando diretamente a nouvelle vague) e com uma de suas atrizes favoritas: Jeanne Moreau (antes de se tornar uma grande estrela).


O filme foi lançado em 1958, época em que Miles Davis encontrava-se em Paris e havia sido convidado por Malle (através de amigos em comum) para musicar o seu filme. Miles topou, mas com a condição de fazê-lo nos horários e na forma que quisesse e Malle aceitou as condições impostas por Miles.


“Ascensor para o cadafalso” é uma estória de um amor proibido, já que o casal central é formado por Moreau e Maurice Ronet e ela é casada com o chefe dele. Os dois tentam se livrar do marido e Ronet fica preso em um elevador (de onde vem o título) quase o filme inteiro. Os créditos iniciais ao som de Miles já nos dão uma prévia do que virá:

Enquanto isso, sem saber onde está o amante, Moreau fica vagando pelos bares e pela noite parisiense ao som de Miles Davis, nesta cena antológica ao som de “Night Walk”

Outro detalhe importante, é que Miles fez a trilha toda improvisando com as imagens que Malle havia filmado, sem utilizar roteiro nem anotações, apenas em discussões com Malle e ele vai criando a trilha no momento em que vê as imagens, trabalho de um gênio da música, como mostram as cenas abaixo:

A trilha foi executada por Miles com seu quinteto formado por franceses e pelo grande baterista Kenny Clarke (que estava morando em Paris) no clima de cool jazz, dando um tom melancólico a este filme preto e branco com atmosfera obscura e iluminado pela beleza enigmática de Jeanne Moreau.


   Comentário RSS Pinterest