Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY SOUND: DUCHAMP POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉RIP #leeradizwill and #rudolfnureyev 🖤🖤Wake up, Mthrfckrs! 
#10yearchallengeHappy Halloween from Vampirina 🖤“The Proposal” ( between 1880 - 1889) by Knut Ekwall (Swedish - 1843 - 1912)Full purple bloom galore!
#flordesaomiguel #violeteira #ravenala #kaizukaPapa Pirate & Mama Mermaid
#agathalunaJust opened! #cattleyaThe Death of Cleópatra 
Jean Andre Rixens - 1874

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY SOUND: DUCHAMP POR ARTHUR MENDES ROCHA

E para finalizar os nossos filmes surrealistas, falaremos do “Anémic Cinéma” de Marcel Duchamp, um dos grandes artistas de todos os tempos.

Duchamp era pintor, escultor, poeta e naturalizou-se americano nos anos 50.

Graças a ele, objetos do cotidiano passaram a ser considerados como obras de arte, são os chamados ready mades, tendo sido ele o inventor deste conceito com o famoso ‘A Fonte’ (um urinol que causou polêmica quando exibido em 1917).

Duchamp era um artista completo, tinha uma criatividade e uma imaginação absurda, todas as suas criações são dignas de admiração.

Nos anos 20, ele concebeu este pequeno filme experimental chamado ‘Anémic Cinéma” (Cinema Anêmico), que teve algumas versões em 1920, 1923 até sua versão definitiva em 1926.

O filme tem influências dadaístas e surrealistas e nada mais é do que uma sucessão de planos fixos com dezenove discos giratórios em movimento, o qual ele denominou de rotoreliefs (rotorelevos).

Estes discos são hipnóticos, já que giram em diversos movimentos e nos oferecendo diferentes percepções, além de conter um jogo de letras com algumas frases em francês.

Em sua obra é comum este jogo de palavras, estes trocadilhos.

Estas frases foram criadas pelo alter ego feminino de Duchamp, Rrose Sélavy, que nada mais era que ele vestido de mulher.

O objetivo de Duchamp era justamente testar as percepções humanas através destas espirais.

Só que numa falsa percepção, permitindo uma dupla leitura, que é a bidimensionalidade, criando a ilusão de uma terceira dimensão.

Ou seja, já naquela época Duchamp experimentava com o conceito de 3D.

Tecnicamente, estes desenhos foram pintados em círculos de papelão, utilizando para isto um fonógrafo que girava estes discos.

Tudo isto foi feito no estúdio de seu grande amigo Man Ray, com a ajuda do cineasta Marc Allégret e Clavin Tomkins.

Com outras obras de vanguarda da época, ‘Cinéma Anémic” procura um cinema mais puro, fugindo das narrativas convencionais.

O filme foi apresentado ao público francês em agosto de 1926 e nele Duchamp também discute a sexualidade, seja através dos trocadilhos de Rrose ou das formas que podem nos remeter a seios e genitálias.

Duchamp nos instiga, nos faz perceber coisas que não perceberíamos normalmente, seu trabalho estava sempre na vanguarda artística.

   Comentário RSS Pinterest