Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
today’s Sound: Billie Holiday por Arthur Mendes Rocha – Japa Girl












































































    Encontrei essa cachorra, com mais de 10 anos, castrada, com uma cirurgia ainda cicatrizando na região torácica, cheia de moscas e pulgas, na pracinha em frente ao colégio Santa Cruz, região de Pinheiros. Muito fraca, está pele e osso. Internei no @citvet por 24 hrs, está inteira, sem anemia, sem infecção, fígado e rins bons! Acredito que fugiu! Por favor me ajudem compartilhando, deve ter um dono procurando por ela. Por hora, colocamos o nome de Angelita. #cachorraperdida #procurasecachorroHoje!!!
#climatestrikeLunatic Magic Beware...🦇 Theophile-Alexandre Steinlen “Chat au Clair de Lune”, c 1900Greve Global pelo clima - São Paulo, 20.9.2019! É de suma importância que todos participem dessa greve global. Acontece que a Amazônia, o Pantanal e o Cerrado, continuam queimando, numa destruição avassaladora, apesar da pressão feita até agora. Além disso, incêndios se espalham por diversos cantos do mundo, como Sibéria, Indonésia e o continente africano. Não podemos relaxar, enquanto mudanças significativas sejam aplicadas de fato.Emocionante! Nunca vi passeata igual, com tanta gente. Acordamos. Graças à Deus e Deusa. Não podemos mais permitir que isso aconteça as Florestas e aos Animais. Fora demônio #forasalles #sosamazoniaPor favor assistam!Gigante pela própria natureza e pela própria ignorância 🇧🇷Precisamos ir para a rua protestar urgente!!! Profundamente abalada com a destruição de lugares sagrados, lugares que sustentam a Vida neste planeta! Todos vão sofrer as consequências desse desmatamento e queimadas! Árvores de 500 anos já eram! Estão encontrando animais queimados, jamais estudados ou conhecidos pelo homem! Estamos sentenciando nossa existência. #prayfortheamazonÉ com profundo pesar, estão cortando uma pequena floresta de no mínimo 70 anos, que cresceu numa casa desocupada. Ainda que haja autorização da PMSP e compensação em outro local, como fica o entorno? Quem irá compensar os morcegos e periquitos que moram nessas árvores?Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

today’s Sound: Billie Holiday por Arthur Mendes Rocha

Billie Holiday é uma personalidade única dentro da música, seu estilo inconfundível, sua voz de timbre meio rouco, sua atitude a fazem a mais especial de todas as damas do jazz.

Billie ficou famosa por sua vida trágica e por sua capacidade de transformar qualquer música em sua marca registrada, cantando com todo swing e sensualidade e com um talento nato.

O nome verdadeiro dela era Eleanora Fagan, nasceu em uma família pobre, seu pai saiu de casa quando ela ainda era um bebê; foi violentada aos dez anos de idade, além de tornar-se prostituta aos 14 anos.

Ela tinha tudo para desistir da carreira artística, mas ela foi forte e insistente, começando a cantar ao tentar acompanhar os discos de Bessie Smith e Louis Armstrong, isto em clubs de jazz after-hours nos anos 20.

Quando sua mãe muda para NY, Billie a acompanha e passa a fazer o circuito de obscuros clubes noturnos do Harlem, muitas vezes cantando em troca de pequenas gorjetas.

Um detalhe interessante de sua trajetória é que Billie nunca teve um treinamento técnico ou nunca aprendeu a ler música, seu aprendizado foi na intuição e na prática, usando toda sua criatividade e sua voz fluía lindamente como em “Good Morning Heartache’:

Foi aos 18 anos, que Billie foi descoberta por John Hammond que a convidou a gravar com a orquestra de Benny Goodman e nos anos seguintes ela participa das orquestras de Lester Young (que criou para ela o famoso apelido de Lady Day), além da de Count Basie, Artie Shaw e Duke Ellington.

Billie sempre enfrentou o racismo em sua época, o que lhe causou vários problemas e foi impedida de se apresentar em alguns lugares mais conservadores. Nos anos 30, ela conhece o poema “Strange Fruit” (sobre o linchamento de um negro) e resolve gravá-lo, porém a Columbia (sua gravadora na época) se recusa, pois se trata de um tema polêmico e ela grava em um selo menor, na Commodore, acabando por se tornar um de seus grandes clássicos e uma das primeiras canções anti-racistas:

Seu vício em heroína no início dos anos 40 e sua conturbada vida amorosa contribuíram mais para que sua música fosse uma expressão de seus dramas e paixões, a música de Billie é visceral, cortante, de grande intensidade dramática como em “The Man I Love” de Gershwin:

Billie gravou nos anos 50 pelo selo Verve, além de excursionar pela Europa, mas nesta época sua voz já estava mais vulnerável em comparação com os anos anteriores.

Seu visual ficou marcado pelas lindas gardênias que usava no cabelo, criando seu próprio estilo no vestir e cantar.

Nos anos 70, Diana Ross viveu Billie no filme “Lady Sings the blues”, mas o filme é um tanto melodramático e não faz jus ao carisma da verdadeira Billie.

Sua música hoje em dia ainda é bastante admirada, ela tornou-se com o passar dos anos em um verdadeiro ícone, pois morreu cedo ( aos 44 anos) de overdose de drogas e é cultuada pelas mais diferentes gerações que a consideram a diva jazz definitiva.

   Comentário RSS Pinterest