Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: CAN’T STAND LOSING YOU: SURVIVING THE POLICE – DOC SOBRE A BANDA THE POLICE – Japa Girl



























































                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: CAN’T STAND LOSING YOU: SURVIVING THE POLICE – DOC SOBRE A BANDA THE POLICE

Andy Summers, o guitarrista do The Police, acaba de lançar um novo doc sobre suas experiências com a banda: “Can’t stand losing you: surviving the Police” (Não aguento perder você: sobrevivendo ao The Police).

police_B5_01_out

O filme é baseado no livro de memórias do guitarrista, “One train later”, utilizando imagens inéditas, desde seu início como guitarrista free-lancer do The Animals, passando pela formação do The Police, junto com Stewart Copeland (baterista) e Sting (vocalista e baixista), o final da banda até a turnê que voltou a reuni-los.

Andy sempre foi o peace-maker (o que faz a paz) do grupo, já que havia sempre uma tensão entre Copeland e Sting, briga de egos e tudo mais.

police andy

O Police foi uma das bandas de maior sucesso no início dos anos 80, quando estouraram no mundo inteiro, com discos e singles vendendo adoidado, além de shows disputadíssimos.

police 5

Tudo começou em Londres, no ano de 1977, sob influência do punk rock que dominava a Inglaterra, quando Copeland (que tocava na banda de rock progressivo Curved Air) conheceu Sting (então na banda de jazz/rock fusion Last Exit). A eles se uniu o guitarrista Henry Padovani e logo em seguida, Andy Summers (já com mais experiência no The Animals).

The Police

Portanto, o Police chegou a ser um quarteto, mas somente nas primeiras apresentações. Eles acabaram se reunindo nos shows de 2007/2008.

police_andy_henry_sting_stewart

Padovani logo foi desligado da banda, que se lançou como trio, algo inusitado na época, mas que acabou se tornando um dos elementos que diferenciavam o The Police de outras bandas.

police padovani

No começo, eles eram desprezados pelos punks, que não os consideravam autênticos. Só que, na verdade, a banda misturava de ritmos como reggae, jazz, rock progressivo, pop, new-wave,entre outras influências, mas nunca chegou a ser uma banda de punk-rock.

police 1

Uma das curiosidades que o doc nos mostra é que os três integrantes descoloriram seus cabelos para um comercial do chiclete Wrigley’s, pois estavam quebrados e quando surgiu o convite do diretor Tony Scott (de “Top Gun’ e “The Hunger”) não tiveram como recusar e isto virou uma de suas marcas registradas.

police descoloridos

Eles começam a ser notados com pequenos shows e demos, até lançarem o single de “Roxanne”. Esta canção foi notada por Summers, que a ouviu pela primeira vez quando Sting dedilhava a canção enquanto tentava fazer sua filha (de Summers) dormir.

O primeiro álbum “Outlandos d’amour” é lançado graças à ajuda do irmão de Stewart, Miles Copeland III, que vira manager da banda (e mais tarde fundará a IRS Records).

People The Police

Outro single do álbum faz sucesso, ‘Cant’ stand losing  you”, lançado no cultuado programa inglês The Old Grey Whistle Test, numa de suas primeiras apresentações na TV. No doc ficamos sabendo que um spray de laquê explodiu no rosto dele e por isto ele usa um óculos grande para disfarçar.

A BBC ameaça banir o single devido à capa onde Stewart aparece enforcado.

Police-Cant-Stand-Losing-12785

O segundo álbum, ‘Regatta de Blanc’, chega ao topo da parada inglesa, especialmente pelos singles “Message in a bottle” e ‘Walking on the moon”:

Nos anos seguintes, eles lançam mais álbuns como “Zenyatta Mondatta” (1980), saem em turnê mundial, e em 1981, é lançado “Ghost in the Machine”, que gera os hits “Every little thing she does is magic” e “Spirits in the material world”, ambas atingindo o top 10:

Neste período, Sting vai se tornando o grande destaque da banda, fazendo cinema como os filmes “Quadrophenia’, “Brimstone & Treacle” até estrear em “Dune”, de David Lynch, e também em ‘The bride of Frankstein”,  se tornando um mega astro multimídia.

dune

Enquanto isso, Copeland fazia a trilha de “Rumble Fish”, de Francis Ford Coppola, porém as tensões entre ele e Sting iam se deteriorando, com Sting tendo o maior destaque na banda, seja na mídia ou em termos financeiros.

A luta de egos ia crescendo dia a dia, ainda mais que Sting era quem compunha a maioria das músicas.

police8

Summers, por sua vez, gravava com artistas como Robert Fripp (do King Crimson).

O grande ano do Police foi 1983, quando lançaram “Synchronicity’, que coloca a banda no topo do mundo, lotando estádios, deixando fãs enlouquecidos; eles eram a banda mais famosa de todas.

police83

O disco origina quatro singles de sucesso, entre eles, ‘Every breath you take’, com clipe dirigido pelos queridinhos da época, Godley & Creme, além de vencer vários prêmios como a canção do ano, inclusive o Grammy (derrotando “Billie Jean’ de Michael Jackson).

O fim da turnê de Synchronicity coincidiu com a decisão de Sting em gravar solo e com os outros membros se dedicando a seus projetos pessoais.

police 4

Em 1986, eles decidem dar um tempo com a banda, havendo tentativas de gravação de um último álbum, que nunca viu a luz do dia, agravado ainda mais pela queda sofrida por Copeland de um cavalo.

Nesta cena do doc, Summers fala de quando a banda acabou, que isto não foi bom para os fãs, que nunca tiveram uma turnê de despedida.

Duas décadas depois, em 2007, eles voltaram às boas e resolveram fazer uma última turnê, que fez enorme sucesso.

The Police And Elvis Costello In Concert At The MGM Grand

Mesmo com esta volta, Summers não poupa Sting no doc, falando de que por Sting ser o mais bonito, cantar, acabou tendo a maior atenção dos fãs e da imprensa, de que ele nunca teve espírito de equipe, de que no fundo sempre desejou a carreira solo, entre outras coisas.

police 2

Uma das situações que ele conta no doc é de que quando Summers compôs uma canção instrumental, “Behind my camel”, e tentou incluí-la no álbum, o ciúme de Sting foi tanto que escondeu a canção nos jardins, no fundo do estúdio. Quando esta foi encontrada, acabou sendo incluída no disco e deu ao grupo mais um Grammy por melhor canção pop instrumental.

O filme acaba de ser lançado nos EUA, mas por aqui, ainda não foi confirmado seu lançamento.

police cant_stand_losing_you

 

 

 

   Comentário RSS Pinterest