Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: DARIO ARGENTO POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl



























































                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: DARIO ARGENTO POR ARTHUR MENDES ROCHA
Esta semana, continuando o mês gótico, falaremos de algumas trilhas de filmes de terror começando pelas trilhas do filme do mestre italiano Dario Argento.

Dario Argento é o cineasta italiano especializado em um subgênero de filmes de terror conhecido como “giallo” (amarelo em italiano, uma referência às capas de livros de mistério que eram geralmente amarelas); são filmes estilizados, com fotografia carregada nas cores, exagero na duração das cenas de assassinatos, bem como no uso do sangue, arranjos musicais inesperados e com forte conotação erótica.

Argento tem uma filmografia extensa, onde se destacam filmes como “O pássaro das plumas de cristal”, “Suspiria”, “Tenebre”, “Inferno”, “Phenomena”, ‘Profondo Rosso’, entre outros.


Apesar de ter colaborado com diferentes músicos e compositores em suas trilhas, um dos mais usuais colaboradores do cineasta foi o grupo italiano de rock progressivo Goblin.

Goblin foi o responsável pelas trilhas de “Suspiria”, “Profondo Rosso’ e parte deles na trilha de “Tenebre”. Tudo começou quando o colaborador de Argento na música de “Profondo Rosso” desentendeu-se com o diretor e ele foi substituído pelo grupo Goblin, que refizeram a maior parte da trilha incluindo o famoso tema principal:


Foi o início de uma frutífera parceria que seguiria logo em seguida com a trilha de “Suspiria”, um dos melhores filmes de Argento e dos mais famosos, tendo seu estilo copiado por vários cineastas europeus e americanos e tornando-se um cult mundo a fora. O score do Goblin com experimentações sonoras e vocais bizarros tornou-se lendário, tendo seu tema principal uti-lizado como sample em músicas de artistas como Ghostface Killah, RJD2, entre outros:


Depois deste filme, Argento filmou “Inferno” no qual ele utilizou outro músico de rock progressivo, Keith Emerson (do Emerson, Lake & Palmer) para dar um toque mais delicado a esta trilha, utilizando sintetizadores, além de música clássica, especialmente Verdi e o coro da ópera Nabucco.


Mas o diretor voltaria a chamar três membros do Goblin , Claudio Simonetti, Fabio Pignatelli e Massimo Morante, para compor a trilha de “Tenebre”. Esta trilha é bem eletrônica, com muito uso de synth e efeitos sonoros. A crítica descreveu o trabalho como um ‘giallo musicale’ já que a trilha era parte essencial do filme bem como a ação e os personagens:


A trilha já foi lançada em várias versões nos diferentes países, incluindo versões com faixas extras e até onze faixas bônus. No ano que vem, Argento deve lançar sua aguardada nova produção: “Dracula 3D’.


   Comentário RSS Pinterest