Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: BOB DYLAN POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉RIP #leeradizwill and #rudolfnureyev 🖤🖤Wake up, Mthrfckrs! 
#10yearchallengeHappy Halloween from Vampirina 🖤“The Proposal” ( between 1880 - 1889) by Knut Ekwall (Swedish - 1843 - 1912)Full purple bloom galore!
#flordesaomiguel #violeteira #ravenala #kaizukaPapa Pirate & Mama Mermaid
#agathalunaJust opened! #cattleyaThe Death of Cleópatra 
Jean Andre Rixens - 1874

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: BOB DYLAN POR ARTHUR MENDES ROCHA

Bob Dylan é um herói da música pop americana, ele é um dos que mudou os rumos musicais deste estilo: cantor, instrumentista, compositor, poeta, escritor, pintor; ele é influência fundamental na música mundial e sua carreira continua depois de mais de 50 anos.

bob-dylan1

Dylan lançou seu primeiro disco em 1961, depois de formar grupos de rock na escola e tocar em bares, optando primeiramente pelo rock e para depois seguir pelo folk, influenciado por Woody Guthrie, seu grande ídolo.

bob_dylan-2

Seu papel em conscientizar toda uma geração de jovens nos anos 60 foi essencial, com canções de protesto com letras de conotação política, gerando muitas controvérsias a seu respeito. Abaixo sua apresentação na defesa dos direitos civis norte-americanos, “The times they are a changin’”:

Dylan estourou mesmo com o segundo disco, “The Freewheelin’ Bob Dylan”, com canções como “Blowin’ in the Wind” e a “Hard rain ‘s a-gonna-fall, e que este ano completou seu cinquentenário:

Com sua voz anasalada, ele conquistava a todos, ainda mais com o apoio de Joan Baez, que foi sua namorada e que já era uma cantora consagrada e gravou músicas dele, bem como The Byrds, Sonny & Cher, Manfred Mann e muitos outros.

Bob_Dylan---joan-baez

Entre 1964 e 1966, Dylan optou por mudar um pouco a temática de suas letras e falar mais de sentimentos, com canções mais pessoais, falando de liberdade, desilusões, viagens interiores e exteriores, com influência da geração beat.

Canções como “Lay lady lay”, “Mr Tamborine man”, “Like a Rolling Stone” dominavam as paradas:

Também nesta época, ele conhece a turma da Factory de Andy Warhol e Edie Sedgwick se apaixona por ele, porém ele só saia e se divertia com ela, enquanto ela acreditava que ele tinha intenções mais sérias, mas muito do envolvimento deles não passou da imaginação de Sedgwick, apesar de no filme “Factory Girl” mostrar um romance entre os dois.

bob-dylan---warhol

Neste período ele também torna suas canções mais próximas do rock e mais elétricas. Seu look nos 60’s também é o mais cool de todos, com os cabelos espetados, sempre de óculos pretos e vestindo ternos escuros, como nos mostrou Cate Blanchett, que interpretou Dylan no filme ‘I’m not there”, uma linda homenagem ao legado de Bob Dylan, com vários tores fazendo Dylan em diferentes fases.

bob_blanchett

Evitando as turnês, ele se apresenta somente em festivais como o da Ilha de Wright ou eventos beneficentes como o Concerto de Bangladesh.

Bob_Dylan-foto-4

Em 1970, ele lança o álbum “Self Portrait”, álbum que na época é mal recebido pela crítica e que hoje, 43 anos depois, mostra que foi incompreendido durante seu lançamento, pois era todo composto de covers, ou seja, de canções de autoria de outros artistas, mas que eram partes do movimento folk.

Bob-Dylan-3

Através de depoimentos de músicos que participaram das sessões, a gravação do álbum e o período que Dylan enfrentava em sua carreira renderam-lhe a capa da última revista Rolling Stone americana (foto abaixo).

bob-dylan---capa-Rolling-St

No restante dos anos 70, apesar de seus álbuns já não serem unanimidade na crítica musical, ele gravou trabalhos de sucesso comercial como “Desire”.

bob-dylan---desire

Também nesta época, em 1973, ele faz a trilha do cultuado filme “Pat Garret & Billy the kid”, western dirigido pelo grande Sam Peckinpah, além de participar como ator no mesmo.

Bob-Dylan-pat-garret

A trilha rendeu um de seus grandes hits, até hoje interpretado pelos grandes nomes da música, “Knockin’ on heaven’s door”, clássico absoluto de Dylan:

Nos anos 80 e 90, Dylan continua a lançar discos constantemente, até lançando um Acústico MTV, bem como a formação do supergrupo The Travelling Wilburys com Roy Orbison, George Harrison (antes de ambos falecerem) mais Tom Petty e Jeff Lynne.

bob-dylan---traveling-wilbu

Sua relação com a religião inclui o cristianismo, o judaísmo e até m período que lançou músicas influenciadas pelo gospel americano.

Ao todo, Dylan lançou mais de 30 álbuns e já vendeu mais de 100 milhões de discos.

Além disso, ele já foi tema de dois documentários: “Don’t look back” de D. A. Pennebaker, que mostra uma turnê do artista em 1965, cuja cena abaixo mostra Dylan com Donovan:

E também “No direction home”, dirigido por Martin Scorcese e que cobre sua carreira nos anos 60, até seu acidente de moto em 1966, com depoimentos de amigos e colaboradores.

Mas, um dos mais interessantes, é um raro documentário intitulado “Eat the document”, inicialmente dirigido pelo mesmo Pennebaker a partir de uma turnê na Inglaterra em 1966, o doc foi recusado por Dylan, que o reeditou, deixando ainda mais confuso. Scorcese aproveitou algumas cenas no seu documentário e no youtube existe uma versão, conforme abaixo:

Dylan já venceu dez Grammys, além de um Oscar e um Globo de Ouro, que ele conquistou pela música “Things have changed’ do filme “Wonder Boys”, em 2001.

No ano passado, ele recebeu a Medalha da Liberdade do Presidente Obama e este ano deverá ser nomeado Cavalheiro da Legião de Honra na França.

bob-dylan---obama

Bob Dylan, além de super premiado, é peça fundamental na cultura musical do século 20, mesmo com menos lançamentos nos anos 00, ele lançou no ano passado seu 35º álbum: “Tempest”, que dividiu a crítica, mas bem recebido de maneira geral.

bob-dylan---foto-5

Seu lançamento mais recente foi o volume 10 da sua Bootleg Series, uma box set intitulada ‘Another Self Portrait”, com 35 faixas inéditas de faixas que sobraram nas sessões de gravação dos álbuns ‘Self Portrait” e “New morning”.

bob-dylan---foto-6

   Comentário RSS Pinterest