Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: “HEAVEN ADORES YOU”, DOC SOBRE ELLIOTT SMITH – Japa Girl



























































                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: “HEAVEN ADORES YOU”, DOC SOBRE ELLIOTT SMITH

“Heaven adores you” é um novo documentário que fala de uma das figuras mais interessantes surgidas na música nos anos 90 e que nos deixou cedo, Elliott Smith.

Smith se tornou famoso ao ter algumas de suas músicas incluídas na trilha do filme “Good Will Hunting” (Gênio Indomável), dirigido por Gus Van Sant e roteirizado por Matt Damon (também no papel principal) e Ben Affleck.

elliott 1

O filme foi financiado com recursos adquiridos em uma campanha iniciada no Kickstarter e foi dirigido por Nickolas Dylan Rossi (que já havia participado de vários longas e curtas como diretor de fotografia).

elliott heaven

Ele iniciou na música tocando piano aos nove anos e logo ganhou um violão de seu pai e foi aprendendo mais e mais a compor.

Seu relacionamento com o pai o marcou pela vida inteira, chegando a declarar que sofreu abusos dele. Ele nunca conseguiu resolver direito esta questão, mesmo em sua vida adulta.

Aos quatorze anos, ele se muda para Portland e no ginásio, ele treina outros instrumentos como clarinete, além de tocar em bandas de sua escola.

elliott3

O filme nos mostra depoimentos de antigos colegas, da irmã, de antigos membros de sua banda, o Heatmiser, que nos contam como ele era quando adolescente, tímido, mas dono de um dom para fazer boas canções.

Smith foi se aperfeiçoando nas letras e nos vocais, com influências que iam de Rush, passando por Joe Strummer e Elvis Costello, entre outros.

Toda semana, Smith formava novos projetos e bandas e no início dos anos 90, seu som vai ficando cada vez mais influenciado pelo rock, tanto punk quanto grunge.

elliott4

Vários músicos da cena de Portland, e que conheceram Elliott, dão depoimentos e falam de como era o som que ele fazia, suas composições, as letras densas.

Sua banda Heatmiser era influenciada por Pixies e bandas do selo Touch & Go, bem como por bandas punks.

Eles estrearam com o disco “Dead Air”, lançado em 1993, pelo pequeno selo Frontier Records.

A banda lança o álbum “Cop and Speeder “ e o EP ‘Yellow nº 5’ , ambos em 1994.

Elliott Smith In London

Neste meio tempo, Smith acaba tendo vários empregos, desde padeiro a transportar árvores, bem como pintar telhados

Em 1994, ele também lança seu primeiro álbum solo, ‘Roman Candle”, onde ele soava muito com Simon & Garfunkel, a famosa dupla folk que fez muito sucesso nos anos 70, e também Nick Drake.

Seus trabalhos solos mostravam uma direção mais certa do que ele desejava fazer musicalmente, como vemos em “No name 3”:

Ele vai chamando cada vez mais atenção em Portland, se tornando uma estrela local, além de participar de programas de rádio como o “Morning becomes eclectic”, da KCRW, da Califórnia.

elliott-smith

Outros artistas como Lou Barlow (baixista do Dinosaur Jr. e do Sebadoh) e os Beastie Boys vão prestando atenção na sua música.

Sua banda assina com a Virgin e lá gravam seu último disco, “Mic City Sons”, de 1996.

Neste mesmo ano, depois de gravar o disco solo ‘Elliot Smith”, ele é selecionado pelo diretor Gus Van Sant (também de Portland) para contribuir com músicas no seu próximo filme, “Good will hunting”.

Elliott interpretando 'Miss Misery' na festa do Oscar

Elliott interpretando ‘Miss Misery’ na festa do Oscar

Ele grava uma versão instrumental de “Between the bars” com o autor da trilha, Danny Elfman, além de utilizar mais três canções dele já lançadas.

A única canção realmente nova de Smith na trilha é “Miss Misery”, que acaba sendo indicada ao Oscar de Melhor canção (perdendo naquele ano para “My heart will go on” de Titanic).

A experiência de ir ao Oscar e se apresentar para todo o mundo, acaba por ser bastante estranha para ele, que era justamente o contrário de toda esta exposição na mídia.

Com o fim do Heatmiser, Smith se dedica totalmente a sua carreira solo e grava ‘Either/Or” em 1997, com muita instrumentação, incluindo baixo, bateria, teclados, guitarra, tudo tocado por ele mesmo. Uma das canções era ‘Say Yes” (também incluída na trilha do filme de Van Sant):

Em 1998, Smith agora era um nome conhecido, mas ele vivia momentos de depressão, além do vício em álcool e em antidepressivos.

Nesta época, ele troca Portland por New York, se estabelecendo no Brooklyn, assinando com uma grande gravadora, a Dreamworks.

elliott-smith2

Pelo selo, ele grava o álbum ‘XO”, considerado seu melhor trabalho, lançado em 1998, e onde um dos singles era “Waltz #2”:

Em 1999, ele sai de NY para Los Angeles, onde grava o cover de ‘Because” dos Beatles, incluída na trilha de “American Beauty” (Beleza Americana):

Em 2000, é lançado o álbum “Figure 8”, com arranjos mais complexos, gravado no Abbey Road Studios, com muita influência dos Beatles e a icônica capa com grafismos em azul e vermelho.

elliott figure 8

Durante o período de promoção do álbum e da consequente turnê, Smith se vicia fortemente em heroína.

Elliott ia se afundando cada vez mais e seus amigos falam no doc deste período difícil da vida dele, onde Smith não era mais ele mesmo,.

Ele resolve se dedicar a gravação de seu próximo disco, ‘From a basement on the hill”,que acabou sendo lançado postumamente.

Smith morreu em 2003, aos 34 anos, vítima de duas facadas no peito; até hoje nunca ficou claro o real motivo de seu falecimento, pois nem drogas foram encontradas em seu organismo e nunca foi declarado que o ocorrido fora suicídio.

elliott-smith-2003

A marca que deixou na cultura pop é inegável, vários álbuns em tributo á sua música foram lançados, bem como biografias e a utilização de suas canções em inúmeros filmes e séries.

Smith é daqueles músicos que cantavam com emoção, com muita beleza e melancolia em suas letras e sua perda será sempre sentida por artistas e fãs.

O filme acaba de estrear nos EUA e já é sucesso nos downloads legais, tendo tido uma boa carreira nos festivais de cinema alternativos.

 

   Comentário RSS Pinterest