Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY´S SOUND: INGRID BERGMAN POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉RIP #leeradizwill and #rudolfnureyev 🖤🖤Wake up, Mthrfckrs! 
#10yearchallengeHappy Halloween from Vampirina 🖤“The Proposal” ( between 1880 - 1889) by Knut Ekwall (Swedish - 1843 - 1912)Full purple bloom galore!
#flordesaomiguel #violeteira #ravenala #kaizukaPapa Pirate & Mama Mermaid
#agathalunaJust opened! #cattleyaThe Death of Cleópatra 
Jean Andre Rixens - 1874

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY´S SOUND: INGRID BERGMAN POR ARTHUR MENDES ROCHA

Os próximos posts falarão de importantes comemorações de artistas no mundo da música e da cultura pop.

Hoje falarei de uma das grandes estrelas que Hollywood já teve, mas que na verdade nasceu na Suécia e este ano é comemorado o centenário de seu nascimento: ela é Ingrid Bergman.

Ingrid Style

Ingrid foi uma das atrizes mais lindas e talentosas que o mundo já teve, se fosse viva, ela estaria completando 100 anos e com certeza ainda estaria com aquela sua personalidade especial.

Tendo conquistado todos os mais importantes prêmios de interpretação como O Oscar, Emmy, Globo de Ouro, Tony, David de Donatello (o Oscar italiano), o BAFTA (o Oscar inglês), entre outros, Ingrid Bergman merece todo nosso respeito e admiração.

ingridbergman37

Ela viveu seu momento ápice em Hollywood nos anos 40, quando estreou filmes icônicos como ‘Casablanca’, ‘Notorius” entre muitos outros. Mas ela também filmou na Europa nos anos 50, em filmes de Roberto Rossellini. Abaixo, a TCM produziu uma amostragem de seus filmes, com narração de Patricia Clarkson.

Ingrid nasceu em Estocolmo, Suécia, em 1915 e sempre soube que um dia gostaria de ser atriz. Ela perdeu os pais cedo e foi criada por uma tia, ingressando jovem na Royal Dramatic Theatre School (escola onde também estudou Greta Garbo).

Logo ela é convidada a fazer filmes para um pequeno estúdio sueco, participando em uma dezena de produções, entre elas “Intermezzo”, em 1936.

ingrid-bergman-100-years-ss

Em 1939, David O. Selznick decide fazer a versão americana do filme e convida Ingrid para estrelar a refilmagem.

Foi o que bastou para que ela caísse nas graças dos americanos, estrelando ao lado de um dos galãs da época, Leslie Howard (o Ashley de “E o Vento Levou”).

Ingrid representava um novo tipo de estrela, mais acessível, com um novo frescor, diferente das estrelas superproduzidas e glamourosas; digamos que o glamour de La Bergman era mais natural.

IngridBergman

Apesar do sucesso de “Intermezzo”, o grande hit dela estava por vir – uma produção simples, que o estúdio não tinha muita crença e que acabou sendo um dos filmes mais marcantes da história do cinema em todos os tempos – “Casablanca”.

O grande sucesso do filme se deve principalmente a química entre Ingrid e Humphrey Bogart, nos papéis inesquecíveis de Ilsa e Rick, o casal que se conheceu no passado e que se reencontra no Marrocos.

ingrid-bergman e humphrey

Só que Ilsa é casada com o líder da resistência, Victor Laszlo (Paul Henreid) e precisa da ajuda de Rick para escapar do Marrocos, mas os dois ainda são apaixonados.

O filme virou um cult instantâneo e ainda conquistou Oscar de melhor filme daquele ano.

Logo em seguida, Selznick a chama para ser a Maria de “For whom the Bells tolls” (Por quem os sinos dobram), baseado na obra de Ernest Hemigway e que lhe dá sua primeira indicação ao Oscar. No filme ela exibe os cabelos curtos, que virou moda na época.

ingrid-bergman-for whom1943

Em 1944, ela conquista seu primeiro Oscar ao estrelar “Gaslight” (À Meia-Luz), um lindo drama dirigido por George Cuckor (A Star is Born, My Fair Lady, Philadelphia Story), onde ela está excelente no papel de uma mulher cujo marido (Charles Boyer) faz de tudo para que ela acredite estar ficando louca.

ingrid-bergman

Em 1945, ela faz aquela que seria sua primeira colaboração com o grande mestre do suspense, Alfred Hitchcock, “Spellbound”, ao lado de Gregory Peck e que ficou famoso pelas maravilhosas cenas de sonhos feitas por Salvador Dalí.

No ano seguinte, mais um grande filme sob as ordens de Hitchcock, “Notorious”, ao lado de Cary Grant, misturando espionagem e romance. Considerado um dos grandes filmes de Hichcock, talvez seu primeiro filme mais maduro e sério, com belíssimos planos de câmera e aquele toque especial que só ele sabia dar.

Ingrid-Bergman-Cary-Grant

Depois de estrelar em mais um filme de Hitch (como ela o chamava), “Sob o signo de Capricórnio” e em produções como “Joan of Arc”, entre outras, Ingrid decide que precisava alçar voos mais arriscados e ao mesmo tempo desafiadores.

Assim ela escreve para Roberto Rossellini, o famoso diretor neo-realista italiano de ‘Roma, Cidade Aberta”, e se convida para trabalhar com ele.

Ingrid parte para a Itália onde filma com Rosellini , “Stromboli”, em 1949, e os dois acabam vivendo um tórrido caso de amor.

ingrid

O problema é que tanto Ingrid como Rossellini eram casados e isto foi considerado uma grande traição à tradição do casamento, algo que os americanos prezavam muito, ainda mais naquela época. E para completar, ela ainda engravidou dele.

Ingrid foi escorraçada pelo povo americano, que se recusava a ver seus filmes ou qualquer menção ao nome dela.

Demorou muito para que ela fosse perdoada por este escândalo, algo que marcou muito sua carreira.

Na Itália, ela fez incríveis obras-primas com Rossellini, como um dos filmes mais belos de todos os tempos, “Voyage to Italy” (Viagem a Itália), um influente filme que foi considerado por Truffaut como o primeiro filme moderno e que é admirado por cineastas como Scorcese.

ingrid bergman voyagetoitaly

Com Rossellini, ela também filmou ‘Europa 51″, outro importante filme que os dois colaboraram juntos.

ingrid Bergman europa

Ingrid havia abandonado o primeiro marido e agora assumia sua relação com o diretor italiano, tendo com ele mais três filhos, incluindo Isabella Rossellini, que seguiu a profissão da mãe e se tornou uma ótima atriz. Abaixo ela fala sobre a mãe:

Bergman e Rossellini se separam em 1956 e ela acaba voltando para os EUA, onde estrela em “Anastacia, a Princesa Esquecida” e conquista o seu segundo Oscar; mas ela não vai na cerimônia e quem acaba aceitando o prêmio por ela é seu amigo Cary Grant.

Ingrid continua fazendo aparições no cinema, na TV, no teatro, mas cada vez mais esporádicas.

ingrid-bergman-theredlist

Um de seus filmes esquecidos e que adoro é “Goodbye Again”, de 1961, onde ela faz uma mulher madura, apaixonada por um homem infiel (Yves Montand) e por ela se apaixona um homem bem mais jovem (Anthony Perkins). No filme ela está vestida totalmente por Christian Dior, o filme vale a pena ser redescoberto.

Ingrid sempre foi uma mulher de estilo, com um jeito muito elegante de se vestir, de porte belo, além daquela beleza estonteante que a natureza lhe deu; ela é uma atriz intensa que nos ganha a cada interpretação.

ingrid_bergman1-avedone1440778085505

Ingrid viria ainda a conquistar seu terceiro Oscar por “Assassinato o Expresso Oriente”, de 1974.

Em 1978, ela finalmente trabalharia com seu conterrâneo, o também sueco diretor Ingmar Bergman (até parecidos nos nomes), que a convida a estrelar “Sonata de Outono”, ao lado de Liv Ulmann, num brilhante embate entre as duas atrizes como mãe e filha que não se entendem.

Em 1982, ela ainda conquistaria mais um Globo de Ouro ao se deixar enfeiar para viver a primeira ministra israelense Golda Meir em ‘A Woman called Golda”.

Ingrid2

No mesmo ano, Ingrid não resiste a um câncer de mama e morre no ano que completaria 67 anos.

Em 2015, várias homenagens foram feitas a ela, desde ciclos especiais dedicados a ela como no Moma em NY.

Ela ainda ilustrou o pôster do Festival de Cannes, onde foi apresentado o documentário “Ingrid Bergman: In her own words”, narrado pela nova sensação do cinema, Alicia Vikander (de “Ex-Machina”) e com depoimentos de Isabella, Sigourney Weaver, Liv Ullmann, entre outras.

ingrid bergman cannes

   Comentário RSS Pinterest