Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: IRENE CARA POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Encontrei essa cachorra, com mais de 10 anos, castrada, com uma cirurgia ainda cicatrizando na região torácica, cheia de moscas e pulgas, na pracinha em frente ao colégio Santa Cruz, região de Pinheiros. Muito fraca, está pele e osso. Internei no @citvet por 24 hrs, está inteira, sem anemia, sem infecção, fígado e rins bons! Acredito que fugiu! Por favor me ajudem compartilhando, deve ter um dono procurando por ela. Por hora, colocamos o nome de Angelita. #cachorraperdida #procurasecachorroHoje!!!
#climatestrikeLunatic Magic Beware...🦇 Theophile-Alexandre Steinlen “Chat au Clair de Lune”, c 1900Greve Global pelo clima - São Paulo, 20.9.2019! É de suma importância que todos participem dessa greve global. Acontece que a Amazônia, o Pantanal e o Cerrado, continuam queimando, numa destruição avassaladora, apesar da pressão feita até agora. Além disso, incêndios se espalham por diversos cantos do mundo, como Sibéria, Indonésia e o continente africano. Não podemos relaxar, enquanto mudanças significativas sejam aplicadas de fato.Emocionante! Nunca vi passeata igual, com tanta gente. Acordamos. Graças à Deus e Deusa. Não podemos mais permitir que isso aconteça as Florestas e aos Animais. Fora demônio #forasalles #sosamazoniaPor favor assistam!Gigante pela própria natureza e pela própria ignorância 🇧🇷Precisamos ir para a rua protestar urgente!!! Profundamente abalada com a destruição de lugares sagrados, lugares que sustentam a Vida neste planeta! Todos vão sofrer as consequências desse desmatamento e queimadas! Árvores de 500 anos já eram! Estão encontrando animais queimados, jamais estudados ou conhecidos pelo homem! Estamos sentenciando nossa existência. #prayfortheamazonÉ com profundo pesar, estão cortando uma pequena floresta de no mínimo 70 anos, que cresceu numa casa desocupada. Ainda que haja autorização da PMSP e compensação em outro local, como fica o entorno? Quem irá compensar os morcegos e periquitos que moram nessas árvores?Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: IRENE CARA POR ARTHUR MENDES ROCHA

Depois de umas férias olímpicas, o site está de volta com novos posts.

Começaremos com as estrelas da música pós-disco, elas nos fizeram dançar nos anos 80, com muito boogie, R&B, soul e tiveram seu apogeu e glória, mas hoje estão esquecidas ou algumas inclusive já faleceram.

Iniciaremos por Irene Cara, a cantora, atriz e compositora que estourou com o filme “Fame” (Fama) e que teve suas músicas incluídas em filmes e premiadas com Oscar, Grammy e Globo de Ouro.

irene-cara-fame-flashdance-what-a-feeling-why-mex

Irene foi destas cantoras que dominaram o mundo por um pequeno período de tempo, mas que deixou sua marca na música pop para sempre, abrindo caminho para artistas negras ou latinas que surgiram após ela.

Ela sempre teve talento para a música, cantando desde pequena e até gravando disco quando tinha apenas oito anos de idade, cantando em espanhol. O álbum era intitulado “Esta Es Irene” e até gerou um single “Ola Ola Ola” e ela participou de alguns programas da TV americana.

Neste meio tempo, ela estrela em algumas produções da Broadway e off-Broadway como “Maggie Flynn’ (com Shirley Jones da Família dó-ré-mi), ‘The me nobody knows”, “Via galactica” (com Raul Julia) e do elenco original de “The Wiz”.

Logo em seguida, ela foi convidada a participar da banda The Short Circus, que integrava o programa “The Electric Company”, um spin-off (série derivada) de Sesame Street (Vila Sésamo) estrelada por nomes como Rita Moreno, Morgan Freeman e Gene Wilder (recentemente falecido).

irene1

Ela também estrela num episódio da popular série de TV, “Kojak”, vivendo uma prostituta jovem ao lado de Telly Savalas.

O showbiz estava no sangue de Irene e logo ela estrela seu primeiro filme no cinema, “Aaron loves Angela”, de 1975 até estrelar no seu primeiro grande sucesso, “Sparkle”, em 1976, filme que virou cult e que ganhou uma refilmagem em 2012 com Whitney Huston.

irene_cara_latina_music_1007_400b_0

Outro detalhe interessante é que a trilha do filme foi toda composta por Curtis Mayfield e Aretha Franklin lançou um disco homônimo com as canções do filme.

A TV também acaba se rendendo aos encantos de Irene e ela estrela em “Roots, the next generation” (continuação do megasucesso “Roots”) e também em “Guyana tragedy: the story of Jim Jones” (sobre a seita de Jim Jones).

Na Broadway ela também participa do primeiro musical disco “Got tu go disco’ (de 1979) e ainda faz backing vocals para cantores como George Duke, Vicki Sue Robinson, Evelyn ‘Champagne” King, entre outros.

irene-cara-1

Mas seu grande estouro estava por vir quando ela é escalada para estrelar em “Fame” (Fama), em 1980, o filme dirigido por Alan Parker que tem como cenário a School of performing arts de NY e no qual ela vive a personagem Coco Hernandez, uma garota que sonha em se tornar uma cantora de sucesso.

irene-cara-fame

No filme ela interpreta três canções: “Fame”, “Out here on my own’ e “Hot lunch jam”, todas elas lindas canções e perfeitas no filme. A canção título foi um hit absurdo, chegando ao quarto lugar da parada da Billboard, onde permaneceu por várias semanas.  As duas primeiras canções foram indicadas para o Oscar e isto foi a primeira vez que isto aconteceu; duas canções do mesmo filme indicadas ao mesmo tempo e ambas interpretadas pela mesma cantora. Abaixo Irene mostra as canções no Oscar onde ‘Fame” acabou vencendo como melhor canção do ano de 1980:

A canção também ganha o Grammy e ainda traz a ela uma indicação de melhor atriz coadjuvante no Globo de Ouro.

irene-cara-1

O sucesso de ‘Fame” foi tanto que o filme virou uma série de TV, porém Irene não aceitou estrelar a série, pois não queria ficar marcada pela personagem.

irene-cara-4

Irene Cara como Coco em “Fame”.

Em seguida, ela estrela o telefilme ‘Sister, Sister’ baseada numa história de Maya Angelou e o filme “Killing’em softly” ao lado de George Segall, onde canta três músicas da trilha incluindo a canção título.

Em 1981, ela é convidada a estrelar sua própria série, ‘Irene”, mas esta acaba não tendo o sucesso esperado e logo é cancelada.

irene-cara1-720x300

Ela volta para a Broadway onde estrela em “Ain’t Misbehavin’”, musical que presta tributo aos músicos negros dos anos 20 e 30.

Em 1982, ela lança o álbum “Anyone can see”, mas mesmo o primeiro single que dá nome ao disco acaba não emplacando.

Em 1983, convencida por Giorgio Moroder, ela participa como ela mesma no filme “D.C. Cab”, onde ela interpreta a canção “The dream (hold to your dream)”, produzida pelo próprio Moroder:

No mesmo ano, outra parceria com Moroder a colocaria no alto das paradas novamente com “What a feeling”, a canção principal do filme “Flashdance”, um sucesso estrondos nas bilheterias e que levou a canção ao primeiro lugar no mundo inteiro. Irene não só canta como também ajudou a compor a música. Abaixo Irene apresenta o hit na entrega do Grammy para uma plateia estrelada que incluía Michael Jackson, Donna Summer, entre outros:

Além de levar dois Grammys (incluindo melhor performance vocal feminina para Irene), “What a feeling” conquista o Globo de Ouro e também o Oscar de melhor canção, bem como o American Music Awards.

irene-oscar

irene-cara-2

Agora Irene possuía os maiores prêmios do showbiz americano e estava pronta para dominar ainda mais o mundo da música, lançando o álbum “What a feelin’”, que além da música título, ainda gera mais dois hits, ‘Why me” e “Breakdance”:

Porém, ao lançar seu terceiro álbum, “Carasmatic”, Irene enfrenta problemas judiciais por ter trocado de gravadora e por sua primeira gravadora ter sido embargada pela Geffen Records, que não a permitiu de lançar novos trabalhos e nem receber os royalties por ‘Fame” e “What a feeling”.

irene-cara-7-001

Foi uma triste história para Irene, que sofreu muito com o ocorrido e quando seu álbum “Carismatic’ (produzido por George Duke) foi lançado em 1987, mesmo com o single “Girlfriends”, acabou fracassando em vendagens.

Nesta época, ela também se vicia em cocaína, mas acabou largando o hábito com a ajuda de família e amigos.

Finalmente, ela ganha a batalha judicial e recebe mais de um milhão de dólares de indenização.

irene-cara

Desde então, Irene continuou fazendo shows na Europa e Ásia, fazendo dublagens, mas nunca mais conseguiu repetir o sucesso do início dos 80.

Em 1997, ela conseguiu certo sucesso com os remixes de “All my heart’ e em 2001 com uma nova versão de “What a feeling’ remixada pelo DJ Bobo.

irene-cara-corbis-630-80

Hoje em dia, ela tem sua própria gravadora, a Caramel records e recentemente lançou um grupo feminino de R&B, o Hot Caramel.

Irene estará sempre em nossos corações como a Coco de Fame e pelos seus sucessos que nos fizeram (e ainda nos fazem) dançar.

 

 

 

   Comentário RSS Pinterest