Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: LAURA BRANIGAN POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    My heroes are leaving this world too fast.
RIP true icon #hughhefner 🖤Quédate Luna 
#devendrabanhartAbout last night, Gabriel & Yasmin wedding.
Beauty & Hair @celsokamuraoficial 
Hair colour @evandroangelo 
Dress @reinaldolourencoEaster details...
Flower arrangements by @marcioslemeFeliz Lua Cheia de Outono com os melhores amigos da vida e nossos filhotes!!!
Flores babado do amor de @marcioslemeLandscape in progress 💚Após 3 décadas de cabelo muito longo, finalmente CORTEI!!! Vida nova 2017!!!
Gracias @celsokamuraoficial 💋🌹❤Melhor noite e som absurdo @djfelipevenancio  @djeducorelli @marcelona @melissadepeyre ❤❤❤ @club.jerome #toiletteMrs. JonesWhite Tiger & Black Jaguar 🌹🔫🌹🔫🌹 #gunsnroses

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: LAURA BRANIGAN POR ARTHUR MENDES ROCHA

A musa pós-disco de hoje é Laura Branigan, outra ótima cantora/atriz que nos deixou cedo, mas que teve nos 80 os seus anos de glória justamente com o megahit ‘Gloria” e também “Self Control’, entre outros. Porém Laura teve poucos anos de sucesso e logo foi deixada de lado pelo mundo pop.

Laura Branigan Discography

Laura começou a se interessar cedo pelas artes, participando de musicais no ginásio e resolve cursar a American Academy of Dramatic Arts, entre 1970 e 1972.

Ela também trabalha de garçonete, até formar sua própria banda, Meadow, que lançou apenas um álbum, “The Friendship”, em 1973.

laura-branigan-1

O álbum continha músicas como “When we were Young”, porém não se coloca nas paradas de sucesso, sendo mal trabalhado pela gravadora e nunca relançado.

Mesmo não chamando atenção, o álbum já mostra que Laura era dona de uma linda voz e que tinha tudo para estourar como cantora de sucesso.

Com o fim da banda, ela trabalha como backing vocal de cantores como Leonard Cohen, com o qual ela saiu em turnê em 1976.

laura2

Em 1979, ela conhece Sid Bernstein, o famoso produtor musical que trouxe os Beatles para a América e fez fortuna sendo o pioneiro em realizar grandes concertos de rock em estádios.

Através de Bernstein, ela conhece Ahmet Etergun (o dono da Atlantic Records, responsável pela carreira de muitos artistas importantes), para o qual canta na casa do irmão dele, Nesuhi, e finalmente ela assina com a gravadora Atlantic, com a qual se compromete em lançar alguns álbuns.

laura5

Porém, Laura era uma cantora difícil de categorizar, já que seu alcance vocal era muito alto para uma simples cantora pop.

Ela grava o álbum “Silver Dreams”, nunca lançado, e o single “Looking out for number one” se posiciona apenas no 60º lugar da parada americana.

Neste single, sua voz lembra muito a de Donna Summer, mas Laura ainda buscava o seu próprio estilo.

Depois de quebra de contrato e mudança de empresário, Laura estava pronta para lançar o seu tão esperado álbum.

laura1

Isto vem a acontecer em 1982, quando ela lança o seu primeiro álbum oficial, “Branigan”, cujo primeiro single não faz sucesso, o que só vai acontecer com o segundo single, “Gloria”, a versão americana e mais dançante de uma canção italiana de Umberto Tozzi. Abaixo ela apresenta a música no programa “Solid Gold”:

“Gloria” acaba sendo o maior hit da carreira de Laura, permanecendo 36 semanas no topo da parada da Billbard, vendendo mais de dois milhões de cópias do single (disco de platina), além de dar o disco de ouro pelas vendagens do álbum.

laura9

Laura estava no topo do mundo pop, sendo nominada para o Grammy de melhor vocalista pop (porém ela acaba não vencendo).

Logo em seguida, em 1983, ela lança o seu segundo disco, “Branigan 2”, que origina um hit menor com ‘Solitaire”, uma versão inglesa para um sucesso francês de Martine Clemenceau, com forte pegada synthpop (que dominava o pop europeu da época):

Laura também chamava a atenção pela altura, sempre com cabelos esvoaçantes, muito make e roupas que realçavam sua figura, além de roupas com brilho, lurex, paête, mais fuseau tigrada ou preta, correntes e mais.

laura4

Ainda em 1983, mais uma música sua faz sucesso ao ser inclusa na trilha de “Flashdance”, ‘Imagination’. Abaixo a ótima cena do filme com a música de Laura ao fundo:

A estrela de Laura brilhava cada vez mais com aparições em seriados (como ‘Chips” e “Knight Rider”), além de comerciais para TV e rádio.

Em 1984, ela lança seu terceiro álbum, “Self Control”, cuja música título lhe dá outro hit.  No vídeo abaixo, Laura faz uma apresentação na TV alemã (no qual ela também interpreta “Spanish Eddie”), onde a música chegou ao primeiro lugar:

O álbum também incluía ‘The Lucky One”, que lhe deu o prêmio no Tokyo Music Festival. Abaixo ela mostra a música no “Solid Gold’:

Em sua carreira, Laura trabalhou com grandes músicos e produtores como Harold Faltermeyer (autor da trilha de “Beverly Hills Cop”), Steve Lukather (da banda Toto), Robbie Buchanan (que trabalhou com Bette Midler em “The Rose”), Nathan East (do “Fourplay”), além de vocalistas como Joe Esposito (da trilha de “Flashdance”), James Ingram (famoso cantor de R&B), além de ser produzida por profissionais como Phil Ramone (que já produziu Frank Sinatra, Bob Dylan, Aretha Franklin, Elton John e muitos outros).

laura7

Em 1985, ela lança mais um álbum, “Hold me”, que incluía a canção título que faz certo sucesso, alcançando o top 40 de dance:

Em 1987, ela troca de gravadora e também de empresário, se juntando a novos produtores como Stock, Aitken e Waterman (produtores de Kylie Minogue, Jason Donovan, Sonia, Bros, entre outros) e lançando o single ‘Shattered Glass”, incluído no álbum “Touch”:

No final dos anos 80, ela também tentou emplacar no cinema com dois filmes, mas que não tiveram grande expressão.

Em 1990, ela lança seu sexto álbum, “Laura Branigan”, que faz um pequeno sucesso, especialmente entre o público gay e também adulto contemporâneo, mas nada que se comparasse a seus hits dos anos 80.

Seu último álbum acaba sendo lançado em 1993, “Over my heart”, que mesmo sendo produzido por Phil Ramone, acaba tendo uma presença tímida nos charts.

SINGER LAURA BRANIGAN DIES AT 47

A partir daí, Laura se afasta da música, lançando apenas coletâneas de seus sucessos.

Em 2002, ela volta a cantar na produção off-Broaway, “Love, Janis”, no papel de Janis Joplin, sendo bem recebida pela crítica, mas ela abandona a produção na metade por problemas com os produtores.

Laura veio a falecer em 2004, vítima de um aneurisma cerebral. Mais tarde, ficou se sabendo que ela já vinha sofrendo de dores de cabeça constantes e que nunca havia procurado tratamento para isto.

laura8

Mesmo afastada dos palcos e discos, a notícia de sua morte pegou todos de surpresa, novos revivals de suas músicas aconteceram nos clubs, bem como versões novas de seus antigos sucessos.

Laura teve seu ápice em meados dos anos 80, cada disco seu era altamente falado e promovido, ela aparecia nos programas mais bombados da TV americana e mundial; mas foi mais uma vítima do mundo pop, que cria e destrói mitos de uma hora para outra e sem aviso prévio. Fica a sua música aí para ser redescoberta e novamente apreciada.

laura-branigan-getty-1600x500

   Comentário RSS Pinterest