Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: LUNACHICKS POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉RIP #leeradizwill and #rudolfnureyev 🖤🖤Wake up, Mthrfckrs! 
#10yearchallengeHappy Halloween from Vampirina 🖤“The Proposal” ( between 1880 - 1889) by Knut Ekwall (Swedish - 1843 - 1912)Full purple bloom galore!
#flordesaomiguel #violeteira #ravenala #kaizukaPapa Pirate & Mama Mermaid
#agathalunaJust opened! #cattleyaThe Death of Cleópatra 
Jean Andre Rixens - 1874

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: LUNACHICKS POR ARTHUR MENDES ROCHA

Lunachicks é uma banda somente de mulheres, na linha “riot girl’, que bagunçaram os anos 90, com seu rock escrachado com punk, metal e o que mais viesse.

lunachicks---foto-1

A trajetória delas começou em 1987, em NY, quando as três amigas Theo Kogan, Gina Volpe e Sydney ‘Squid’ Silver e colegas na escola de artes de LaGuardia, se uniram para formar a banda.

Lunachicks---foto-2

A elas juntou-se Sindi Benezra e Becky Wreck e durante um ano elas ensaiaram e escreveram canções, começando por ‘Theme Song’, na qual elas matavam sua professora de inglês.

A atitude rebelde delas já começava a chamar a atenção do público do colégio e em suas primeiras apresentações podiam ser avistadas presenças como Kim Gordon e Thurston Moore do Sonic Youth.

lunachicks---foto-3

Gordon e Moore gostaram do que viram e mandaram um demo tape delas para o produtor Paul Smith, que lançou o primeiro EP das Lunachicks através de seu selo Blast First.

O primeiro disco foi intitulado ‘Babysitters on Acid”, cujo vídeo pode ser conferido abaixo:

O visual delas é uma mistura de tudo: debocham do visual das mulheres comuns, exagerando na maquiagem, com dentes que parecem estragados, cílios grandes, leggings listradas e brilhosas, vestidos de bolinhas, rendados, botas douradas, cabelos espetados, chiquinhas e muito mais, acabando por criar um estilo próprio.

lunachicks---fotos-variadas

O segundo álbum foi ‘Binge & purge”, lançado em 1992 e onde podemos destacar “This is serious’

Logo em seguida, Wreck deixa a banda e elas lançam um EP no Japão com a regravação de ‘More than a feeling’ um clássico do Boston:

Depois de uma rápida passagem de Kate Schellembach (do Luscious Jackson) na banda, a baterista Chip Jackson passa a fazer parte do line-up.

lunachicks---foto-4

Em 1995, elas assinam com a gravadora Go Kart Records e lançam “Jerk of all trades” que incluía ‘Light as a feather”;

O disco seguinte é “Pretty Ugly’ e nele está presente o maior hit delas, ‘Don’t want you”, lançado em 1997, cujo vídeo é um deboche dos programas de namoro na TV:

O ‘riot girl” (ou riot grrrl) foi como foi denominado o movimento de meados dos anos 90 onde bandas femininas de rock se uniram para falar das questões femininas através de discos, shows, festivais, fanzines e incluiam bandas como L7 (com as Lunachicks na foto abaixo), Sleater-Kinney, Bikini Kill, entre outras.

lunachicks-e-l7

O movimento gerou um documentário “Not bad for a girl”, com a participação da banda e cujo trailer vemos abaixo:

O Lunachicks fazia parte deste movimento que buscava uma maior liberação da mulher e maior presença no meio musical, apontando para o feminismo, liberação do aborto, entre outras questões.

lunachicks---foto-5

lunachicks---foto-8

Porém, a banda acaba não tendo muito mais o que dizer depois de seis álbuns e acabam lançando o último em 1999, ‘Luxury Problem’.

Apesar de nunca terem oficializado seu término, as Lunachicks só se reuniram em duas opor-tunidades desde então: em um pequeno show no CBGB em 2002 e em uma marcha pelos direitos femininos em 2004, em Washington.

lunachicks-foto-6

A vocalista Theo Kogan ataca também de atriz e modelo em filmes como ‘Zoolander”, ‘Bringing out the dead”, além de participar junto com a banda de “Blue Vengeance”. Ela já participou também do Jon Stewart Show, de campanha da Calvin Klein e hoje em dia ela se dedica á banda Theo & the Skyscrapers (com cujo guitarrista ela é casada).

lunachicks---theo-kogan

Apesar delas não serem consideradas uma super banda, as Lunachicks fazem falta num pop que se leva muito a sério, sua atitude desencanada e rebelde acabou por influenciar muitas bandas femininas que curtem um bom punk/trash rock.

lunachicks---foto-7

   Comentário RSS Pinterest