Pronto! Mamãezinha já foi longe demais mesmo com isso hoje! @hannariusaOlá, eu sou eu o Tigre denovo, venho por meio desta reclamar que Mamãezinha resolveu me torturar mesmo com essa troca de roupinhas! Disse que com este pullover @hannariusa posso ir estudar em Harvard! Já falei que não quero e não adianta mesmo!Alô? Boa tarde, meu nome é Tigre, sou o amor da minha Mamãe porém tô aqui muito #chatiado com isso. Mamãe me abandona na casa da Vovó pra viajar e volta com isso! Disse que eu tô chic de trench coat e gravatinha e que é pra ficar paradinho mesmo mesmo! Meu look #1 @hannariusa modas de Nova IorqueSo good to finally find my partner in crime from the punk rock years in the Lower East Side, Manolo!!! It's been 15 years at least, since I last saw him...! Love you #Mannie Garcia Miss our days...Spreading the word!Ma brotha from anotha motha @ricardoctavaresGoing to my town...Outra novidade babado para 2015  é a abertura do @la_central no Edifício Copan, restaurante de alta gastronomia mexicana, onde meu marido @ddonaire é um dos sócios! Em destaque meu arranjo floral do amor 💚! La Central abre oficialmente para o público dia 15 de dezembro! Nos vemos lá?2014 terminando com grandes alegrias e renovações, entre elas a abertura de LifeUnderZen do meu Brother Mór Jun Matsui, na Galeria do Rock! True style! Meus Ikebanas, Bonsais e arranjos do amor, direto do meu jardim, expostos e a venda lá, tá? Congrats e vida longa @junmatsui e @jlta !!!Another level flower arrangements @liajacinto & Ricardo wedding! Photo by @djfelipevenancio

                
       





















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: MOVIMENTO TIKI E MÚSICA EXÓTICA POR ARTHUR MENDES ROCHA
O Tiki é um movimento estético e cultural norte-americano que reverencia os elementos vindos da Polinésia, utilizando-os em restaurantes, bares, cocktails, decoração e a música que acompanha isto chama-se Exotica.

Tiki na verdade é um deus da Polinésia, representado em esculturas de pedra e madeira, como na foto abaixo:
Tudo começou em 1934 quando abre nos EUA (mais precisamente em Hollywood) o restaurante Don, the Beachcomber, que utiliza a temática polinésia na decoração do ambiente como tochas, toalhas de mesas e flores coloridas, móveis de palha; tudo isto acompanhado de deliciosos cocktails a base de rum e frutas (que originaram o Mai-tai). Outro elemento importante desta cultura são as tiki-mugs (canecas), onde os drinks são servidos.

Com o final da Segunda Guerra Mundial, muitos soldados americanos tiveram contato com a cultura das ilhas do Pacífico Sul, logo estes trouxeram esta idéia de ilhas exóticas, coqueiros, praias exuberantes e toda sua sensualidade, para a cultura norte-americana.
O Tiki começa a aparecer com força total também devido ao crescimento da classe média, que acaba viajando ao Havaí (que recentemente havia tornado-se o mais novo Estado americano em 1959) e fica influenciada por este estilo de vida tropical, com luais a beira mar, dançarinas de hula-hula, drinks exóticos e quer trazer um pouco desta experiência para os seus lares.
Novos bares e restaurantes tikis são abertos nos EUA, o movimento vai assumindo ares kitsch tem seu ápice no final dos anos 50 e início dos 60. A série de TV “Gilligan’s Island” (exibida entre 1964-67) também era uma boa referência, pois incorporava elementos do tiki em seus cenários, já que a ação transcorria-se em uma ilha.
Na música, o Tiki foi incorporado ao jazz e misturado com ritmos da Polinésia, asiáticos e latinos, além de ritmos afro-cubanos, trilhas de filmes hollywoodianos e muito instrumental formando um gênero conhecido como Exotica, sempre com forte influência tropical. Dentre os artistas que mais se destacaram como propagadores destes ritmos estão Les Baxter, Arthur Lyman e Martin Denny, que falaremos aqui no site durante esta semana.
Na metade dos anos 90, o movimento Tiki teve um forte revival, livros (como Book of Tiki da Taschen) e compilações em CDs (como Mondo Exotica) foram lançados tornando o movimento tiki algo novamente cool.
Recentemente foi lançado o documentário “Tikimentary”, dirigido por Duda Leite e que conta um pouco da história do tiki e seus atuais seguidores. O movimento tiki continua bem vivo em lugares como Fort Lauderdale, na Flórida (Hukilau), San Diego (Tiki Oasis), Lake George, NY (Ohana Luau at the Lake) onde ocorre anualmente encontro de “tikéfilos” que se reúnem para ouvir música exótica e tomar drinks tiki.
   Comentário RSS   


1 Comment
  1. Hello! aeggeag interesting aeggeag site! I’m really like it! Very, very aeggeag good!