Resgatada esta semana, minha afilhada #9, a Rottweiler Sasha. 54 kg de puro amor e carinho. 
Seu antigo dono fazia uso capião de sua casa e após 10 anos, perdeu a posse na justiça.
Quando foi morar numa comunidade, não pode levar a Sasha com ele e ela foi deixada pra trás.
Sasha uiva e chora a noite inteira, com saudade de seu dono, sentindo o abandono, sei que está com o coração partido, afinal já é uma senhora de 10 anos.
Depois de muito empenho, encontrei um Lar Temporário pra ela (maioria está lotada!) num lugar lindo, sem baias, com um lago pra ela nadar.
Espero que a fase de adaptação passe rápido e Sasha possa ser feliz no outono de sua vida.
Está para adoção, porém só deixo para uma situação e lugares melhores do que consegui pra ela. ❤️Brother @djfelipevenancio e eu entrando no clima para preparar o set do lançamento de coleção de verão da #RennerDe longe, melhor burrito veggie de São Paulo @veggiesnapraca !!!Orquídea Catleya escândalo #9, abrindo pela primeira vez na Cerejeira. Bom dia! #orquídea #catleya #orchidsDiana Vreeland's portrait by Cecil Beaton.
"You gotta have style. It helps you get down the stairs. It helps you get up in the morning. It's a way of life...I'm not talking about lots of clothes."
Hoje no www.japagirl.com.br/blog/dj-setsAnna Pavlova and her pet swan Jack, 1905Mini-orquídeas abrindo em homenagem a Minha Avó.Minha Tucki era amiga da gatinha Pantufa e adorava quando ela vinha visitar.Cherry blossoms blessings! Boa segunda, boa semana!Hoje faz uma semana que a minha princesa Tucki se foi e só agora consigo falar sobre a minha perda. A perda da minha Filha, da cachorra perfeita, a perda de um pedaço do meu coração, da minha companheira, da minha amiga sempre tão carinhosa. Obrigada Tutu, por ter sido parte da minha vida nesses anos. Vc está fazendo muita falta, pro Papai, pra Mamãe e pro Tigre, que está doente sem vc e nem sabe mais quem ele é, sem a sua presença. Descanse em paz, minha filha, meu amorzinho.

                
       





















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: MOVIMENTO TIKI E MÚSICA EXÓTICA POR ARTHUR MENDES ROCHA
O Tiki é um movimento estético e cultural norte-americano que reverencia os elementos vindos da Polinésia, utilizando-os em restaurantes, bares, cocktails, decoração e a música que acompanha isto chama-se Exotica.

Tiki na verdade é um deus da Polinésia, representado em esculturas de pedra e madeira, como na foto abaixo:
Tudo começou em 1934 quando abre nos EUA (mais precisamente em Hollywood) o restaurante Don, the Beachcomber, que utiliza a temática polinésia na decoração do ambiente como tochas, toalhas de mesas e flores coloridas, móveis de palha; tudo isto acompanhado de deliciosos cocktails a base de rum e frutas (que originaram o Mai-tai). Outro elemento importante desta cultura são as tiki-mugs (canecas), onde os drinks são servidos.

Com o final da Segunda Guerra Mundial, muitos soldados americanos tiveram contato com a cultura das ilhas do Pacífico Sul, logo estes trouxeram esta idéia de ilhas exóticas, coqueiros, praias exuberantes e toda sua sensualidade, para a cultura norte-americana.
O Tiki começa a aparecer com força total também devido ao crescimento da classe média, que acaba viajando ao Havaí (que recentemente havia tornado-se o mais novo Estado americano em 1959) e fica influenciada por este estilo de vida tropical, com luais a beira mar, dançarinas de hula-hula, drinks exóticos e quer trazer um pouco desta experiência para os seus lares.
Novos bares e restaurantes tikis são abertos nos EUA, o movimento vai assumindo ares kitsch tem seu ápice no final dos anos 50 e início dos 60. A série de TV “Gilligan’s Island” (exibida entre 1964-67) também era uma boa referência, pois incorporava elementos do tiki em seus cenários, já que a ação transcorria-se em uma ilha.
Na música, o Tiki foi incorporado ao jazz e misturado com ritmos da Polinésia, asiáticos e latinos, além de ritmos afro-cubanos, trilhas de filmes hollywoodianos e muito instrumental formando um gênero conhecido como Exotica, sempre com forte influência tropical. Dentre os artistas que mais se destacaram como propagadores destes ritmos estão Les Baxter, Arthur Lyman e Martin Denny, que falaremos aqui no site durante esta semana.
Na metade dos anos 90, o movimento Tiki teve um forte revival, livros (como Book of Tiki da Taschen) e compilações em CDs (como Mondo Exotica) foram lançados tornando o movimento tiki algo novamente cool.
Recentemente foi lançado o documentário “Tikimentary”, dirigido por Duda Leite e que conta um pouco da história do tiki e seus atuais seguidores. O movimento tiki continua bem vivo em lugares como Fort Lauderdale, na Flórida (Hukilau), San Diego (Tiki Oasis), Lake George, NY (Ohana Luau at the Lake) onde ocorre anualmente encontro de “tikéfilos” que se reúnem para ouvir música exótica e tomar drinks tiki.
   Comentário RSS   


1 Comment
  1. Hello! aeggeag interesting aeggeag site! I’m really like it! Very, very aeggeag good!