Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: ORCHESTRAL MANOEUVRES IN THE DARK POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Encontrei essa cachorra, com mais de 10 anos, castrada, com uma cirurgia ainda cicatrizando na região torácica, cheia de moscas e pulgas, na pracinha em frente ao colégio Santa Cruz, região de Pinheiros. Muito fraca, está pele e osso. Internei no @citvet por 24 hrs, está inteira, sem anemia, sem infecção, fígado e rins bons! Acredito que fugiu! Por favor me ajudem compartilhando, deve ter um dono procurando por ela. Por hora, colocamos o nome de Angelita. #cachorraperdida #procurasecachorroHoje!!!
#climatestrikeLunatic Magic Beware...🦇 Theophile-Alexandre Steinlen “Chat au Clair de Lune”, c 1900Greve Global pelo clima - São Paulo, 20.9.2019! É de suma importância que todos participem dessa greve global. Acontece que a Amazônia, o Pantanal e o Cerrado, continuam queimando, numa destruição avassaladora, apesar da pressão feita até agora. Além disso, incêndios se espalham por diversos cantos do mundo, como Sibéria, Indonésia e o continente africano. Não podemos relaxar, enquanto mudanças significativas sejam aplicadas de fato.Emocionante! Nunca vi passeata igual, com tanta gente. Acordamos. Graças à Deus e Deusa. Não podemos mais permitir que isso aconteça as Florestas e aos Animais. Fora demônio #forasalles #sosamazoniaPor favor assistam!Gigante pela própria natureza e pela própria ignorância 🇧🇷Precisamos ir para a rua protestar urgente!!! Profundamente abalada com a destruição de lugares sagrados, lugares que sustentam a Vida neste planeta! Todos vão sofrer as consequências desse desmatamento e queimadas! Árvores de 500 anos já eram! Estão encontrando animais queimados, jamais estudados ou conhecidos pelo homem! Estamos sentenciando nossa existência. #prayfortheamazonÉ com profundo pesar, estão cortando uma pequena floresta de no mínimo 70 anos, que cresceu numa casa desocupada. Ainda que haja autorização da PMSP e compensação em outro local, como fica o entorno? Quem irá compensar os morcegos e periquitos que moram nessas árvores?Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: ORCHESTRAL MANOEUVRES IN THE DARK POR ARTHUR MENDES ROCHA

E encerrando nossos posts de New Romantics, hoje falo de uma banda que também começou com sonoridades mais synth-pops e new wave; o Orchestral Manouevres in the Dark (O.M.D.).

omd1a

Os membros fundadores do O.M.D. são Andy McCluskey (vocais/baixo) e Paul Humphreys (teclados), dois colegas de Liverpool, apaixonados por música e que montaram algumas bandas como a Equinox, Pegasus, Hitlerz Underpantz e o ID.

omd4

O ID era um grupo formado por sete integrantes, incluindo Malcom Holmes (bateria) e Julia Kneale (namorada de McCluskey) nos vocais. Inclusive uma de suas canções, “Julia’s song”, foi incluída numa coletânea de bandas locais, isto em 1977:

No começo, eles gostavam de um rock mais influenciado por guitarras, até descobrirem a sonoridade eletrônica do Kraftwerk e tudo mudar. Eles formaram um projeto intitulado VCL XI, que era basicamente uma maneira de fazerem experimentações com a eletrônica.

omd1

Porém, o ID termina em 1978, devido às diferenças entre seus integrantes e McCluskey vai para a banda Dalek I Love you como vocalista.

orchestral-manoeuvres-in-the-dark-facebook-cover-timeline-banner-for-fb

Em apenas um mês,  McCluskey deixa o Dalek e o projeto dele com Humpreys, o VCL XI, passa a se denominar Orchestral Manoeuvres in the Dark.

Liverpool era uma cidade industrial e isto influenciou bem o som deles, com aquela atmosfera pesada, de sons mais urbanos, inclusive sua maneira de vestir fugia a astros pops daquele momento, optando por figurinos mais austeros, com muito paletó e gravata.

OMitD-Press-3-600px

Em 1978, eles fazem a sua estreia nos palcos, no lendário Eric’s Club, de Liverpool.

O OMD agora era um duo e eles lançam, pela Factory, seu primeiro single, ‘Electricity”, no mesmo ano; um tributo a “Radioactivity” do Kraftwerk:

O próprio Tony Wilson, o dono da Factory, falou a eles: “isto o que vocês fazem é música pop moderna”.

Este single, leva-os a mais tarde assinarem com uma divisão da Virgin, a DinDisc, e com o adiantamento, eles constroem um estúdio e se juntam mais a Holmes e Dave Hughes (do Dalek).

omd1980_1

É interessante notar que a arte gráfica do single foi realizada por Peter Saville, o famoso designer das capas do New Order.

omd electricity

Em 1979, eles são convidados por Gary Numan para abrirem os shows de sua turnê inglesa.

Seu primeiro álbum é lançado em 1980, “Orchestral Manoeuvres in the Dark”, também com design de Saville.

omd album1

 

O álbum inclui o seu primeiro hit, “Messages”, com uma pegada que é puro synthpop:

No mesmo ano, eles lançam o disco “Organisation”, álbum que origina o hit “Enola Gay”, até hoje uma das músicas mais populares deles.

omd-organisation

“Enola Gay” atinge o oitavo lugar da parada inglesa e primeiro posto em lugares como França, Itália e Portugal:

Nesta mesma época, Martin Cooper substitui Dave Hughes, continuando como um quarteto, composto agora por McCluskey, Humphreys, Holmes e Cooper, que foi a formação que saiu em turnê.

McCluskey dava mais alma ao grupo, realizando danças no palco e um lado mais energético, mais humano para seu som baseado em sintetizadores.

omd3

Outro destaque do álbum era a música “Promise’:

Mesmo vindos de uma cidade interiorana e industrial, o OMD consegue desbancar outras bandas mais fashionable do New Romantic como Spandau Ballet, Visage, entre outros, nos charts ingleses.

omd5

O próximo single, “Souvenir”, chega ao Top 5 britânico, e é incluído no seu disco seguinte, “Architeture & Morality”, lançado em 1981:

Outro hit do disco foi “Maid of Orleans” (The Waltz Joan of Arc), que mesmo sendo uma espécie de valsa, consegue atingir os charts, chegando ao primeiro lugar na Alemanha:

Outra diferença foi que o álbum foi gravado com o mellotron, um teclado mais associado com as bandas de rock progressivo.

Seu próximo trabalho, “Dazzle Ships”, é um álbum experimental e foi um fracasso de vendas para a banda; esta incompreensão do público acaba orientando-os a fazer um pop mais comercial dali para frente.

orchestral-manoeuvres-in-the-dark-messages-greatest-hits-17788-MLC20143504897_082014-O

Dentre as faixas do disco, uma das que merece atenção é “Genetic Engineering”:

Assim, em 1984, eles lançam “Junk Culture”, que volta a vender bem, puxado pelo hit “Locomotion”:

Com o álbum seguinte, “Crush”, de 1985, que eles estouram nos EUA, especialmente pela música ‘So in love”:

Mas o grande hit com os quais eles conquistam de vez o mercado americano é com “If you leave”, incluída na trilha do filme “Pretty in Pink” (A Garota de Rosa Shocking):

O álbum também continha “Secret”, outro hit da banda:

Eles lançam mais um álbum em 1986, “The Pacific Age”, que faz mais sucesso nos EUA que na Inglaterra, onde a música “Forever (Live and Die)”, chega no topo:

Em 1988, eles abrem para os shows da turnê americana do Depeche Mode, lançam uma coletânea de sucessos e mais um hit single, ‘Dreaming”:

O OMD já mostrava sinais de cansaço para o público, de que não conseguiria repetir o hit “If you leave” e que o público parecia estar cansado deles, além das críticas de que seu som havia ficado muito comercial. Assim, Humphreys sai da banda, levando Cooper e Holmes, e forma o The Listening Pool.

OMitD-1980-press-pic-2-740

McCluskey não desiste do OMD e com nova formação, lança o álbum “Sugar Tax”, em 1991, que origina dois hits: “Sailing on the seven seas’ e “Pandora’s Box” (com cenas do filme estrelado por Louise Brooks):

Ainda nos anos 90, eles voltam com dois álbuns de pouco sucesso comercial e Humphreys volta a co-escrever algumas das canções do disco “Universal” de 1996, entre elas ‘Walking on the milky way”, que os traz de volta ao top 20 inglês:

Nos anos 00, McCluskey se dedica a gerenciar novos grupos e Humphreys escreve canções para outros grupos pop.

Até que em 2006, depois de um convite da TV alemã para tocarem juntos, McCluskey e Humphreys decidem por retornar com o OMD para a turnê ‘Architeture & Mrality”, onde tocaram canções deste álbum , além de outros hits antigos.

omd-2

Em 2007, eles lançam um disco ao vivo desta turnê e um DVD acompanhando.

Em 2009, eles se unem para se apresentarem juntamente com a Royal Liverpool Philarmonic e no mesmo ano, saem em turnê com o Simple Minds.

Nos anos seguintes, eles continuaram a excursionar pelo mundo, além de lançarem novos discos e compilações.

omd hoje

Seu último trabalho foi lançado em 2013, “English Electric”, e parece haver um renovado interesse no som que eles fazem e também a redescoberta de seus primeiros trabalhos, considerados pérolas do synthpop e que continuam fazendo sucesso nas pistas de dança.

   Comentário RSS Pinterest