#Inhotim #YayoiKusamaÉpoca de Helicônias Rostratas! Viva o feriado! #heliconia #heliconiarostrata #nofilter #feriadoRetrato de Richard Avedon mostra o maior bailarino de todos os tempos, o maior mito, o maior... 😉
O restante da imagem do grande Nureyev, está no link: www.japagirl.com.br/blog/sports-i-love/todays-sound-rudolf-nureyev-por-arthur-mendes-rocha/Orquídea #brassia primeira florada comigo! #orquídea #brassiaverrucosaImagem de Brassaï (1899-1984) Margot Fonteyn vestida em seu tutu, se olha no espelho de seu camarim, 1949
Mais no site: www.japagirl.com.br/blog/sports-i-love/todays-sound-margot-fonteyn-por-arthur-mendes-rocha/Época de #orquídea #Zygopetalum"...grandes bailarinos não são grandes por causa de sua técnica, eles são grandes por causa de sua paixão." Martha Graham hoje no site: www.japagirl.com.br/blog/sports-i-love/todays-sound-martha-graham-por-arthur-mendes-rocha/Boa segunda! Boa semana! #Íris #brinco-de-princesa #nofilter"You were wild once.
Don't let them tame you."
Isadora Duncan hoje no site:
www.japagirl.com.br/blog/sports-i-love/todays-sound-isadora-duncan-por-arthur-mendes-rocha/First & Always @alexandreherchcovitch 💋

                
       





















bloglovin



CURRENT MOON

Today’s Sound: Paris is Burning por Arthur Mendes Rocha

Hoje falaremos de um documentário que não é exatamente sobre música, mas que tem tudo a ver já que trata de uma dança: “Paris is Burning”.

“Paris is Burning” é um documentário cult de 1990,dirigido por Jenny Livingston, que causou sensação na época e até hoje gera bastante interesse.

Neste link abaixo do Vimeo, está o documentário em sua versão completa:

http://vimeo.com/8350272

O doc nos mostra o “voguing”, dança iniciada nos salões de bailes dos guetos gays, latinos e negros nova-iorquinos, onde cada participante dança como se estivesse em uma passarela de um desfile de moda e fazendo poses glamurosas como sendo fotografados para a revista Vogue.

Estas competições de danças são julgadas por um pequeno júri, que deve escolher qual é a melhor ‘house” (como as fashion houses),ou seja, o melhor grupo de performances, premiando os vencedores.

Assim conhecemos alguns dos melhores representantes desta cena, dançarinos e drags como Pepper LaBeija, Willi Ninja, Dorian Corey, Octavia St Laurent, Angie e Venus Xtravaganza, entre outros.

‘Paris is Burning” é o nome de um destes eventos, onde cada participante se monta e quer arrasar com o concorrente, seja no visual ou na dança.

Mas o doc também aborda o lado social do vogue, ou seja, como cada integrante sofria preconceitos de suas famílias (muitas vezes sendo expulsos de casa), da sociedade por causa de raça e da Aids, como eles enfrentavam a pobreza e a falta de oportunidades.

Entre vários depoimentos, estórias, alternativas de vida como roubar roupas de lojas ou até mesmo se prostituir, “Paris is Burning” mostra que nem tudo na vida deles era glamour.

Quando do lançamento do filme, a diretora foi ao programa de Joan Rivers juntamente com o elenco de drags do filme e explicou um pouco sobre o filme e o conceito voguing:

O filme foi bastante premiado em festivais como Sundance (onde venceu o grande prêmio do júri) e Berlin (vencendo o Teddy Bear de melhor documentário), bem como figurou nas listas de melhores filmes do ano de 1991.

Malcom McLaren lançou uma homenagem aos dançarinos de voguing com a música “Deep in Vogue’, que inclusive homenageia algumas das “houses ” e têm a participação de Ninja e LaBeija:

Logo em seguida, em 1990, Madonna espalhou o voguing para o mundo inteiro, com o sucesso da música “Vogue”.

É uma pena que muitos dos participantes do filme já tenham falecido, mas o voguing teve um revival recentemente, com suas danças sendo novamente vistas nas pistas de dança e um livro de fotos foi lançado a respeito.

   Comentário RSS