Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
Today’s Sound: Pearl Jam Twenty por Arthur Mendes Rocha – Japa Girl



























































                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

Today’s Sound: Pearl Jam Twenty por Arthur Mendes Rocha

Esta semana será dedicada a alguns documentários musicais recentes, outros cults e até alguns docs especiais feitos para a BBC.

Hoje falaremos de um documentário do ano passado, mas que só consegui ver recentemente que é “Pearl Jam Twenty”.

O filme é dirigido por Cameron Crowe, que já foi um jornalista de música da revista Rolling Stone, antes de ser um diretor famoso por filmes como “Quase Famosos”. Ele foi o escolhido pela banda para contar a história dos vinte anos de carreira do Pearl Jam.


O doc é recheado de imagens inéditas, muitas delas feita por amadores, na época em que o grunge começava a aparecer em Seattle e as bandas que se destacavam neste gênero.

Inclusive “Pearl Jam Twenty” está disponível em sua totalidade no youtube, dividido em 12 partes, conforme link abaixo:

Tudo começa falando-se do Mother Love Bone, a banda que deu origem ao Pearl Jam, o que só veio a acontecer depois que o vocalista Andrew Wood faleceu de uma overdose de heroína.

Os demais integrantes acabaram procurando um novo vocalista e aí chegaram em Eddie Vedder, que mandou uma fita cassete com ele cantando e assim ele conseguiu ser o vocalista do Pearl Jam.


Antes disso, Eddie cantou no Temple of Dog, banda em homenagem a Andrew, formada pelo Chris Cornell (do Soundgarden) e com os integrantes do Mother Love Bone. Ano passado, eles se reuniram para comemorar o aniversário do Pearl Jam, como mostra o vídeo abaixo:

Aos poucos, o doc vai contando como o Pearl Jam começou, fazendo shows pequenos, em lugares apertados, até estourar na mídia e começar a lotar estádios.

Tudo é mostrado na íntegra: imagens destes shows, lançamento do primeiro disco ‘Ten”, que chegou a primeiro lugar na Billboard, o estouro do movimento grunge, as matérias de programas americanos como a MTV, tudo com depoimentos dos integrantes da banda.


Um dos momentos mais bacanas é quando se fala na morte de Kurt Cobain e o quanto isto foi um baque na cena e mesmo na banda, que passou a se questionar se valia á pena continuar ou se parava com tudo.

Também conhecemos melhor o perfil deles e de Eddie Vedder, mostrando ser um cara altamente politizado, preocupado em participar das causas que acredita e não se importando muito com o sucesso (o doc mostra a indiferença dele ao receber o Grammy).

Outro ponto alto é o em que falam da briga com a Ticketmaster (o maior vendedor de ingressos de shows do mundo), com cenas em tribunais e tudo mais.

Há muitas cenas de shows com várias músicas conhecidas da banda, mostrando a reação da platéia, tudo filmado bem de perto, fícamos nos sentindo como parte dos bastidores destes concertos de rock em grandes arenas. Inclusive uma das cenas mostra eles interpretando “Better Man” com toda a platéia cantando junto em Cornice, na Itália:

Outra coisa legal são os filminhos amadores feito por pessoas da equipe ou até mesmo por eles, mostrando os bastidores de suas turnês, viagens, gravações; é como se eles tivessem aberto todo seu arquivo e deixado Cameron Crowe fazer o que quisesse com as imagens e é bem este o resultado.

Nos créditos finais o diretor presta uma homenagem a todos os que filmaram e dá crédito a um por um, o que é totalmente justo.

A banda comemorou o aniversário com shows por todo o mundo, que incluíram o Brasil no final de 2011. O DVD do documentário do documentário também foi lançado em uma edição de luxo com mais quatro horas de materiais extras.

   Comentário RSS Pinterest