Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: SERGE GAINSBOURG POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl












































































    Hoje!!!
#climatestrikeLunatic Magic Beware...🦇 Theophile-Alexandre Steinlen “Chat au Clair de Lune”, c 1900Greve Global pelo clima - São Paulo, 20.9.2019! É de suma importância que todos participem dessa greve global. Acontece que a Amazônia, o Pantanal e o Cerrado, continuam queimando, numa destruição avassaladora, apesar da pressão feita até agora. Além disso, incêndios se espalham por diversos cantos do mundo, como Sibéria, Indonésia e o continente africano. Não podemos relaxar, enquanto mudanças significativas sejam aplicadas de fato.Emocionante! Nunca vi passeata igual, com tanta gente. Acordamos. Graças à Deus e Deusa. Não podemos mais permitir que isso aconteça as Florestas e aos Animais. Fora demônio #forasalles #sosamazoniaPor favor assistam!Gigante pela própria natureza e pela própria ignorância 🇧🇷Precisamos ir para a rua protestar urgente!!! Profundamente abalada com a destruição de lugares sagrados, lugares que sustentam a Vida neste planeta! Todos vão sofrer as consequências desse desmatamento e queimadas! Árvores de 500 anos já eram! Estão encontrando animais queimados, jamais estudados ou conhecidos pelo homem! Estamos sentenciando nossa existência. #prayfortheamazonÉ com profundo pesar, estão cortando uma pequena floresta de no mínimo 70 anos, que cresceu numa casa desocupada. Ainda que haja autorização da PMSP e compensação em outro local, como fica o entorno? Quem irá compensar os morcegos e periquitos que moram nessas árvores?Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: SERGE GAINSBOURG POR ARTHUR MENDES ROCHA

E hoje o cantor francês em destaque é um dos maiores artistas que a França já deu ao mundo: Serge Gainsbourg! Com mais de 500 músicas no currículo, além de participar de mais de 50 filmes no cinema e na TV, ele é um mito francês.

serge4

Gainsbourg foi cantor, compositor, ator, pintor, escritor, diretor, produtor, roteirista e se saiu bem em todas elas, especialmente a sua maior paixão: a música.

Ele causou o que pôde em vida; aprontou de tudo um pouco, gerou muita polêmica, além de se envolver com as mulheres mais incríveis como Brigite Bardot e Jane Birkin, entre outras.

serge3

Gainsbourg nasceu em 1928 e por ter um pai músico, ele começou a praticar o piano desde cedo, educando seus ouvidos para os ritmos e melodias.

Ele era de origem judaica e durante a ocupação nazista na França, ele sofreu muito em ter que carregar a cruz amarela costurada em seu peito, pois era o que os identificava a sofrerem todo tipo de preconceito.

Serge 1

Sua família conseguiu escapar da perseguição e na França do pós-guerra, Gainsbourg foi tendo uma educação rodeada de literatura, pintura e música.

 Primeiramente ele se dedica à pintura, mas quando percebe que não conseguiria viver disso, ele opta por tocar em bares e cabarés, onde vai se destacando.

serge-gainsbourg2

 

Suas primeiras composições são bem ao estilo chanson e tiveram forte influência de Boris Vian, compondo para a cantora de cabaré, Michèle Arnaud, o que vai lhe proporcionando destaque na cena parisiense.

Em 1958, ele lança seu primeiro álbum, “Du chant à la une”, onde se destacava a canção “Le Poinçonneur de Lilas”, que fala sobre um trabalhador do mêtro:

Depois de lançar mais 03 álbuns, ele se destaca com a crítica através do disco “Gainsbourg Confidentiel”, com uma levada mais minimal e jazzista, porém as vendas não são boas.

Neste meio tempo ele também convive muito com Jacques Brel e Juliette Gréco, para a aqual compõe “La Javanaise”.

Mas Gainsbourg estava atento aos novos ritmos que iam surgindo, entre eles o yé-yé, um ritmo francês mais pop que começa a fazer sucesso nos anos 60.

Ele compõe “Poupée de cire, poupée de son”, que é interpretado por France Gall no Eurovision e que acaba conquistando o primeiro lugar, em 1965.

Gainsbourg gostava de experimentar com uma diversidade de ritmos e isto que o torna uma figura ainda mais interessante, pois durante sua carreira ele vai flertar com jazz, rock, música latina, ritmos africanos, reggae, bem como música eletrônica.

Além disso, suas composições possuíam letras com duplo sentido, geralmente com conotação sexual ou brincando com o sentido das palavras.

serge piano

Durante os anos 60, ele vai compondo para artistas como Françoise Hardy, Anna Karina, até conhecer Brigite Bardot.

Serge Gainsbourg & Brigitte Bardot

B.B. foi um furacão que passou em sua vida- ela já era um símbolo sexual, conhecida no mundo inteiro, enquanto ele era um homem feio, mas cheio de charme – e a atração entre eles foi fulminante.

serge e bardot

Um dos hits que ele compôs para ela foi “Harley Davidson”:

Em 1968, ele grava o álbum “Initials B.B.’, que continha “Bonnie & Clyde”, dueto entre ele e Bardot:

Inclusive foi para ela que ele compôs seu maior hit, “Je t’aime… moi non plus”, porém ela não permitiu que a música fosse lançada, pois era casada com Günther Sachs e este era totalmente contra o lançamento. Anos depois é que a música foi lançada em sua versão original:

Com a renúncia de Bardot em lançar a música, ele resolve gravar a canção com Jane Birkin, atriz inglesa que ele conheceu durante as filmagens de ‘Slogan’, e a música é um sucesso rodeado de polêmica, sendo proibida pelo Vaticano e pela BBC, que se recusava a veiculá-la:

Birkin passava a ser sua musa, foi com ela que ele viveu seu momento de maior glória, colhendo os louros pelo sucesso de Je t’aime, além de lançar discos como “Histoire de Melody Nelson”, álbum conceitual de 1971 e considerado um de seus mais importantes trabalhos, sendo eleito pela Rolling Stone francesa como o 4º melhor álbum de rock francês de todos os tempos.

serge e jane3

Entre as músicas estava “Ballade de Melody Nelson”:

Durante os anos 70, ele e Birkin badalam por toda a noite parisiense, lançando moda, mudando os comportamentos, dançando em boates como o Chez Castel e Regine´s, em noitadas regadas a muito álcool.

00/00/1972. MIDEM 1972

Em 1971, eles têm sua primeira filha, Charlotte, que se tornará atriz e cantora de sucesso, tais como os pais.

Serge-and-Charlotte-Gainsbourg-by-Tony-Frank

No mesmo ano ele grava mais um ótimo dueto com Birkin, “La decadanse”:

Em 1973, ele sofre seu primeiro ataque do coração, ocasionado por sua vida de excessos, especialmente pelo abuso do cigarro.

Serge13

Em 1976, ele lança outro disco bacana, “L’homme à tetê de chou”, disco que só foi ter reconhecimento anos depois e que continha “Marilou sous la neige”:

No mesmo ano ele dirige o filme “Je t’aime moi non plus”, onde Jane Birkin faz um papel andrógino, se envolvendo com Joe Dalessandro (ator cult dos filme de Andy Warhol).

Set of "Je T'Aime, Moi Non Plus"

Os discos de Gainsbourg continuavam inovando, seja pelas temáticas políticas, pelas letras críticas, além de flertar com ritmos como o reggae e o funk.

Em 1979, ele lança a versão reggae do hino francês, “La Marseillaise”, com a participação de Sly & Robbie e Rita Marley:

A música se torna um escândalo, já que a ala direita francesa era contra a apropriação de seu hino e Gainsbourg sofre ameaças de morte; mas não estava nem aí, ele gostava mesmo De uma boa confusão.

serge e jane

Em 1980, Birkin deixa Gainsbourg pelo ator Jacques Doillon.

Nos anos 80, ele se torna figura fácil na mídia francesa, participando de programas de TV, sob o alter ego de Gainsbarre, figura que ele criou para poder falar o que bem entendesse e depois ele declarava, tirando o corpo fora, ‘Foi Gainsbarre que falou”.

serge_gainsbourg_1312370697_crop_550x388

Em 1986, mais uma polêmica: ele lança a música ‘Lemon Incest”, dueto com sua filha adolescente, Charlotte, que causa a ira dos franceses mais caretas:

Gainsbourg permanecia para artistas como Catherine Deneuve, Isabelle Adjani, Vanessa Paradis, entre outras.

No final de sua vida, ele continuava causando, aparecendo bêbado em algumas apresentações e falando de tudo um pouco.

serge as dali

Seus últimos trabalhos tem bastante influência da música eletrônica, tais como “Love on the beat’ e “You’re under arrest”, ou seja, até o fim de seus dias ele continuava a inovar.

Gainsbourg teve um ataque do coração fulminante e vem a falecer em 1991. Paris literalmente parou com sua morte e o então presidente, Miterrand, o chamou de “o nosso Baudelaire”.

Serge Gainsbourg

A casa onde morou permanece intacta, assim fez questão sua filha Charlotte, e a ideia é que se transforme em um museu.

Em 2007, sua vida virou um ótimo filme, “Gainsbourg (Vie Héroique)”, que merece ser conferido, especialmente pela incrível semelhança do ator EricElmosnino com o cantor.

Cena do filme "Gainsbourg" com Eric Elmosnino e Lucy Gordon

Cena do filme “Gainsbourg” com Eric Elmosnino e Lucy Gordon

A influência de Gainsbourg para a cultura pop é inegável, seu legado é impressionante e hoje não há (quase) nenhum músico francês que não tenha sido contagiado pelo seu espírito.

 

 

   Comentário RSS Pinterest