Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: SOCIAL DISTORTION POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl



























































                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: SOCIAL DISTORTION POR ARTHUR MENDES ROCHA

Eles fazem uma mistura de punk rock, blues, rockabilly e até country, e estouraram apenas com seu terceiro álbum em 1990; eles são o Social Distortion.

social_distortion_logo

social - foto 1

A força-motriz do Social Distortion é Mike Ness, o vocalista e guitarrista que formou a banda em 1978 com mais três integrantes, influenciado pelo movimento punk inglês, só que na ensolarada Califórnia, ao estilo de bandas de punk hardcore como The Germs (que já falamos aqui).

social-distortion-mike ness

A eles juntou-se o baixista Dennis Danell e com sua chegada, os outros três membros deixaram o SD, permanecendo Ness e Danell como os integrantes mais constantes, havendo várias trocas de bateristas e guitarristas durante os anos.

social - ness e danell

Seu álbum de estreia foi ‘Mommy’s little monster’, por seu próprio selo, o 13th Floor Records, em 1983. Um dos destaques era ‘The Creeps”, aqui numa apresentação nos primórdios da banda:

Outra música do álbum era ‘Another state of mind”:

O nome da canção era o nome da turnê que o SD fez com a banda Youth Brigade e que também originou um documentário. Nas cenas abaixo vemos algumas cenas com o SD:

Um dos grandes problemas que eles enfrentaram na época foi o vício de Ness em heroína, sendo que ele não tinha nem lugar para dormir, dormindo em qualquer sofá que aparecesse.

social - mike ness 2

Seu vício obrigou a banda a fazer um intervalo, com Ness entrando e saindo de centros de reabilitações e prisões.

social - foto 2

Com isto, o segundo álbum só saiu mesmo em 1988, quando Ness conseguiu se “limpar’. O disco era intitulado ‘Prison Bound”, com a canção título tocando bem em rádios e MTV, especialmente por seu estilo ‘cowpunk’, uma mistura de punk com country:

Finalmente em 1989, eles assinam com a major Epic e lançam seu primeiro grande sucesso comercial, simplesmente intitulado “Social Distortion”.

social distortion - capa social

Entre as canções incluídas estavam ‘Ball and Chain’ e ‘Story of my life”, mostrando que o rockabilly e o punk podiam ter cada um o seu caminho:

O próximo trabalho é ‘Somewhere between heaven and hell’, de 1992, mantendo a energia punk e fazendo um elogiado disco que teve alguns sucessos como “Bad Luck”, aqui numa apresentação onde Bruce Springsteen (um dos ídolos da banda) convida Ness para tocar com ele:

No restante dos anos 90, eles lançam mais um disco de inéditas, um álbum ao vivo e Ness se dedica a alguns trabalhos-solo.

social - foto 3

Os anos 00 começam com um baque na banda: Danell morre de um aneurisma cerebral, aos 38 anos.

Com nova formação, eles saem em turnê e lançam um novo disco em 2004, “Biscuits’.

social - foto 5

Seu disco seguinte só veio aparecer em 2011, com produção do próprio Ness e intitulado ‘Hard Times and nursery Rhymes”, onde a banda mostra maturidade e que ainda tem muito a dizer para as novas gerações.

social - foto 4

   Comentário RSS Pinterest