Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: THE MELVINS POR ARTHUR MENDES ROCHA – Japa Girl



























































                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: THE MELVINS POR ARTHUR MENDES ROCHA

Melvins é uma das bandas cults americanas – tendo influenciado Nirvana, Soundgarden e Tool, entre outras fazendo uma mistura de punk, metal, noise-rock, grunge e muita experimentação.

melvins-foto-1

The Melvins teve seu início em 1983, em Washington, quando os colegas de escola, Buzz (ou Buzzo) Osborne (guitarras e vocais), Matt Lukin (baixo) e Mike Dillard (bateria) resolveram formar uma banda.

No início, eles tocavam covers de Hendrix e Cream, além de punk hardcore.

Em 1984, Dillard deixa a banda e é substituído por Dale Crover, mas vai continuar fazendo algumas aparições esporádicas nos anos seguintes.

melvins--foto-2

O som dos Melvins era diferente desde o início, pois tinha uma levada mais lenta, porém pesada, com influência do Black Sabbath e também do Black Flag, especialmente na guitarra de Buzzo.

Eles têm uma história interessante dentro do rock, pois são mega influentes e tiveram uma trajetória cheia de altos e baixos, gravando por uma major somente em 1993 e graças a seu amigo Kurt Cobain, tendo sido Buzzo quem apresentou Cobain e Kris Novoselic para Dave Grohl.

melvins---foto-3

Seu primeiro disco foi lançado em 1987, intitulado “Gluey Porch Treatments”, pelo selo independente Alchemy Records.

melvins---gluey

Lukin também abandonaria a banda para formar o Mudhoney, sendo substituído por Lori ‘Lorax’ Black, que era filho de Shirley Temple (a famosa atriz infantil).

Outra ligação com o Nirvana foi que Crover tocou nas sessões do álbum ‘Bleach’.

No final dos anos 80 e início dos 90, eles lançam mais alguns discos independentes até finalmente assinarem com a Atlantic e lançarem o álbum “Houdini’, em 1993, cuja arte da capa foi baseada no seu primeiro disco independente.

melvins---houdini

Entre as músicas merece destaque ‘Honey Bucket”:

O som e o visual dos Melvins é estranho, debochado, fora dos padrões; Buzzo com seus cabelos espetados e crespos é uma figura que se destaca, uma espécie de Robert Smith do grunge.

melvins---buzzo

As artes das capas e posters dos Melvins já mereceram livro e exposições incluindo ilustrações das mais inusitadas, envolvendo coelhinhos malucos, ETs, palhaços, imagens que parecem infantis, mas que nos remetem á uma atitude anarquista, como o pôster abaixo.

melvins---art

Mais uma troca no line-up se dá quando Lorax sai da banda e em seu lugar entra Mark Deutrom, que também produziu o álbum.

melvins---foto-4

O segundo álbum deles foi ‘Stoner Witch”, onde pode se destacar a faixa “Revolve”:

Apesar de não arrebentar nas vendagens, os Melvins tinham um culto de seguidores, seu som mais sofisticado e não comercial agrada em cheio a crítica e os apreciadores da boa música, com melodias misturadas á riff de guitarras, influências de rock clássico e pitadas de acid rock.

Uma coisa interessante acontece no seu próximo disco ‘Prick’: devido à seu caráter bem experimental, eles oferecem o trabalho para a gravadora Anphetamine Reptile e por razões contratuais, o nome da banda veio refletido em um espelho.

melvins---foto-5

Seu último trabalho na Atlantic é o disco “Stag’, lançado em 1996, e no ano seguinte eles são dispensados pela gravadora. O álbum mostra uma maturidade na banda, explorando melhor os efeitos de estúdio e os vocais de Buzzo.

Isto não os impede de continuar gravando e sendo assim, eles recorrem a Anphetamine Reptile para lançarem mais dois discos até o final dos anos 90.

Em 1999, eles passam a colaborar com o selo Ipecac Recordings, pertencente a Mike Patton (do Faith No More), com o qual Buzzo também gravou no projeto Fantomas.

Pela nova gravadora, eles lançam mais três discos, além de vários relançamentos de seu catálogo.

melvins---foto-6

Nos anos 00, The Melvins continuam a lançar novos discos, além de fazer várias participações especiais e uma turnê com Jello Biafra (dos Dead Kennedys) em 2005, além de um show especial pelo cinquentenário de Biafra, com a formação original.

Um cd de remixes foi lançado em 2009, ‘Chicken Switch”, onde cada remixer teve um álbum inteiro à disposição para fazer a escolha do que remixar.

Em 2012 eles lançam o álbum “The Bulls & the Bees” incluindo “The War on Wisdom”:

2013 marca o ano que os Melvins completam 30 anos de estrada e para isso, comemoraram com uma nova turnê, incluindo a participação do Mudhoney em dois shows. Abaixo um vídeo onde os Melvins interpretam ‘We are doomed” na turnê:

Além disso, eles acabaram de lançar em novembro, um novo álbum “Tres Cabrones”, que reúne novamente parte da formação original deles com Buzzo, Dale Crover e Mike Dillard, motivo suficiente para os fãs comemorarem.

melvins---tres-cabrones

The Melvins é mesmo uma banda especial, longe das badalações, são respeitados por toda a cena artística e independente, nunca tiveram um estouro comercial e mesmo assim não se importam com isso e sim em continuarem produzindo novas canções, além de shows e apresentações inesperadas.

Japa Girl dedica este post a Dru de Nicola

   Comentário RSS Pinterest