Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
TODAY’S SOUND: YVES MONTAND – Japa Girl












































































    Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉RIP #leeradizwill and #rudolfnureyev 🖤🖤Wake up, Mthrfckrs! 
#10yearchallengeHappy Halloween from Vampirina 🖤“The Proposal” ( between 1880 - 1889) by Knut Ekwall (Swedish - 1843 - 1912)Full purple bloom galore!
#flordesaomiguel #violeteira #ravenala #kaizukaPapa Pirate & Mama Mermaid
#agathalunaJust opened! #cattleyaThe Death of Cleópatra 
Jean Andre Rixens - 1874

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

TODAY’S SOUND: YVES MONTAND

Yves Montand foi um dos grandes ídolos da França, tendo sucesso tanto nos palcos quanto nas telas, além de ter tido alguns casos com famosas estrelas, como Marilyn Monroe, mesmo sendo casado com Simone Signoret.

yves1

Dono de um charme único, Montand conquistava a todos com seu jeito de interpretar as canções e as mulheres o consideravam irresistível.

Com mais de 50 filmes e 30 álbuns em seu currículo, ele deixou um legado impecável dentro do mundo do show-business internacional.

Na verdade, Montand nasceu na Itália, em 1921, mas logo se mudou para a França, pois seus pais eram contra o regime fascista de Mussolini.

yves3

Seu pai foi do Partido Comunista e Montand sempre teve simpatia pelos ideais do partido, lutando pelo o que considerava justo. Inclusive, ele teve vários problemas com a imprensa e a opinião pública sobre seu posicionamento político mais liberal.

Foi a França que o acolheu e que foi considerada a sua pátria, se naturalizando francês em 1929.

Aos onze anos, ele abandona a escola, devido a razões financeiras, pois precisava ajudar a família. Ele experimenta diversos empregos como no salão da irmã, nas docas com o pai, ou trabalhando em bares.

yves-montand

Aos dezessete anos, ele faz teatro amador, até se decidir por cantar em pequenos music-halls.

Porém, a Segunda Guerra estava iniciando, ele só pôde voltar a cantar em 1941, sob a ocupação alemã.

Em Nice ele estrela o seu primeiro show e faz ponta no seu primeiro filme,  “La Prière aux Etoiles”, rodado em 1942.

yves-montand-theredlist

Em 1944, ele é convidado para abrir uma apresentação de Edith Piaf no Moulin Rouge e os dois engatam um romance.

Com o final da guerra, os dois viajam a França se apresentando em diversos lugares e até estrelando um filme juntos, “Etoile Sans Lumière”, em 1946.

yves e piaf

No final do mesmo ano, ele estrela uma série de concertos no teatro Etoile, em Paris, e termina o seu romance com Piaf.

Além disso, ele tem o seu primeiro papel de destaque no filme “Les Portes de la nuit”, dirigido por Marcel Carné.

Ele assina com a gravadora Odéon que passa a lançar seus discos, como primeiro intitulado “Chante”.

yves odeon

Entre seus primeiros sucessos estava “Les Feuilles Mortes”, música de Jacques Prévert:

Neste período, ele conhece Simone Signoret, a ótima atriz francesa de filmes como “Room at the top” (pelo qual venceu o Oscar), com a qual se casa.

 yves e simone by avedon

Yves Montand e Simone Signoret por Richard Avedon

 

No início dos anos 50, ele fará seu primeiro ‘one-man show”, os concertos no qual ele era o artista único e principal.

Em 1953, é lançado o filme “O Salário do Medo”, o clássico de Henri-Georges Clouzot, que se torna um sucesso mundial e o lança como um ator sério.

yves-montand-0001

Mas a música continuava sua prioridade e ele realiza uma turnê mundial, além de atingir o número de um milhão de cópias vendidas de seu álbum.

Em 1954, ele monta com Signoret a peça ‘The Crucible” de Arthur Miller, que também ganha uma versão cinematográfica.

Picture taken 18 July 1956 of French actors Yves M

Outro hit seu da época é “C’est si bom”, que se tornará uma de suas marcas registradas e que, recentemente, foi incluída na trilha de “Mad Men”:

Em 1956 e 57, ele volta a viajar em turnê, desta vez na União Soviética e países do Leste Europeu.

Depois de fazer mais filmes, ele se apresenta no teatro Elysée, em Paris, com mais de 160 performances, atraindo em torno de 200 mil espectadores.

yves sings

Outra que também não podia faltar em seu repertório era “A Paris”:

Em 1959, o empresário e executivo da indústria fonográfica, Norman Grantz, o convence de se apresentar nos EUA (lugar que já havia lhe negado um visto devido á sua simpatia pelos comunistas), mais precisamente na Broadway, com o show “An Evening with Yves Montand”.

Era o que bastava para que Montand alcançasse a fama e o sucesso nos países de língua inglesa, que passaram a lançar seus discos e serem incluídos em suas turnês.

Yves Montand

Não demorou para que Hollywood se interessasse por ele, convidando-o para atuar ao lado de Marilyn Monroe na comédia, “Let’s make love”, delicioso filme de George Cuckor (diretor de “My fair lady”), onde ele é um milionário que decide aprender a cantar e dançar.

yves e marilyn

Durante as filmagens, num dos compromissos profissionais de Signoret, ele fica sozinho com Marilyn (na época casada com Arthur Miller, amigo do casal) e os dois acabam tendo um envolvimento amoroso, mas foi um caso rápido, que acabou tendo mais destaque do que merecia por envolver a estrela Monroe.

Miller, Montand, Signoret e Marilyn

Miller, Montand, Signoret e Marilyn

EXTRAIT DU FILM "LE MILLIARDAIRE"

Montand e Marilyn numa cena de “Let’s make love”

No início dos anos 60, ele recebe vários convites para atuar em filmes americanos, como “My Geisha”, onde se envolve com a estrela Shirley MacLaine.

yves-montand-620x0-2

Em 1961, ele retorna a Broadway para mais uma série de shows, além de se apresentar no Japão e na Inglaterra.

Mesmo assim, Montand nunca chegou a ser um grande sucesso no cinema americano e nem com este público, pois seus fãs eram muito sofisticados e sua venda de discos lá continuava fraca.

Em 1966, ele participa da superprodução internacional ‘Grand Prix”, no papel de um corredor de Fórmula 1.

yves grand

Em 1967, ele estrela em “Vivre pour Vivre”, belo filme de Claude Lelouch, ao lado de Candice Bergen e Annie Girardot.

8-les-stars-et-la-seine-paris-habituallychic-Yves-Montand-Annie-Girardot-Claude-Lelouch-et-Candice-Bergen

Yves Montand, Annie Girardot, Claude Lelouch e Candice Bergen

Em 1968, ele estrela na sua primeira colaboração com o cineasta Costa-Gravas no brilhante filme “Z”, uma dura crítica ao totalitarismo.

Ele estrela em 1970 no filme “On a clear Day you can see forever”, com direção de Vincent Minelli (pai de Liza e diretor de musicais clássicos) ao lado de Barbra Streisand.

yves e barbra

No restante dos anos 70, ele se dedica mais a sua carreira cinematográfica, trabalhando mais na Europa, e atuando em filmes como ‘A Confissão” (ao lado de Signoret) e ‘Estado de Sítio”, ambos filmes políticos de Gravas, que criticavam as ditaduras, o domínio dos países imperialistas e a CIA.

yves5

Em 1974, um pouco antes da intervenção militar, ele canta no Chile em prol de refugiados chilenos.

No início dos anos 80, ele resolve abandonar os palcos e se apresenta no Olympia de Paris, em shows com ingressos esgotados e que resultou no disco “Olympia 81”. Abaixo um segmento do espetáculo onde ele canta “L’Etrangère”:

E também ‘A Bicyclette”:

 Além de levar os shows para as Américas do Sul e do Norte, ele é o primeiro cantor popular a se apresentar no Metropolitan Opera House.

Em 1985, Signoret vem a falecer de câncer, sendo que ele foi seu companheiro até o final (mesmo com os casos extraconjugais).

YVES MONTAND RETROUVE SIMONE SIGNORET, DE RETOUR D'UN TOURNAGE EN ITALIE

Com cada vez menos aparições cinematográficas, ele volta com “Jean de Florette” e “Manon of the spring”, filmes que reacendem o interesse nele.

Montand se despede definitivamente dos palcos em 1990.

Seu último filme foi ‘IP5”, de Jean-Jacques Beinex (de “Betty Blue”)que ele completou um pouco antes de falecer, em 1991, aos 70 anos.

yves-montand-lovers-3735

Considerado um Frank Sinatra francês, Yves levou a canção francesa para os mais diferentes lugares, sua importância para a música da França é inestimável e sua figura é até hoje celebrada.

Há a possibilidade do lançamento de um filme sobre sua figura lendária, aguardemos…

 

   Comentário RSS Pinterest