Warning: include_once(wp-includes/images/pin.png): failed to open stream: No such file or directory in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening 'wp-includes/images/pin.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/japagirl/public_html/blog/index.php on line 2

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/japagirl/public_html/blog/index.php:2) in /home/japagirl/public_html/blog/wp-content/plugins/instagrate-to-wordpress/instagrate-to-wordpress.php on line 48
Kylie Minogue – Japa Girl












































































    Lunatic Magic Beware...🦇 Theophile-Alexandre Steinlen “Chat au Clair de Lune”, c 1900Greve Global pelo clima - São Paulo, 20.9.2019! É de suma importância que todos participem dessa greve global. Acontece que a Amazônia, o Pantanal e o Cerrado, continuam queimando, numa destruição avassaladora, apesar da pressão feita até agora. Além disso, incêndios se espalham por diversos cantos do mundo, como Sibéria, Indonésia e o continente africano. Não podemos relaxar, enquanto mudanças significativas sejam aplicadas de fato.Emocionante! Nunca vi passeata igual, com tanta gente. Acordamos. Graças à Deus e Deusa. Não podemos mais permitir que isso aconteça as Florestas e aos Animais. Fora demônio #forasalles #sosamazoniaPor favor assistam!Gigante pela própria natureza e pela própria ignorância 🇧🇷Precisamos ir para a rua protestar urgente!!! Profundamente abalada com a destruição de lugares sagrados, lugares que sustentam a Vida neste planeta! Todos vão sofrer as consequências desse desmatamento e queimadas! Árvores de 500 anos já eram! Estão encontrando animais queimados, jamais estudados ou conhecidos pelo homem! Estamos sentenciando nossa existência. #prayfortheamazonÉ com profundo pesar, estão cortando uma pequena floresta de no mínimo 70 anos, que cresceu numa casa desocupada. Ainda que haja autorização da PMSP e compensação em outro local, como fica o entorno? Quem irá compensar os morcegos e periquitos que moram nessas árvores?Unforgetable veggie lunch exxxperience!
Thank you so much @saporebrasil @pietroleemann @lideresempreendedores 
Risoto com aspargos verdes e abóbora, contraste de mousse de couve-flor defumada e arroz silvestre crocante.Happy Sunday!
Plantio de mais de 320 árvores nativas da nossa Mata Atlântica para #florestadebolso de Ricardo Cardim. @fabricadearvores 😉RIP #leeradizwill and #rudolfnureyev 🖤🖤

                
       
















bloglovin



CURRENT MOON

Posts Tagged ‘Kylie Minogue’

Today’s Sound: Pete Burns por Arthur Mendes Rocha.

Pete Burns ficou conhecido como o vocalista do Dead or Alive, suas montações e agora também suas inúmeras cirurgias que acabaram por transformá-lo em outra pessoa.

Pete nasceu em 1959, de pai inglês e mãe alemã e esta sentiu desde cedo que seu filho era especial chamando-o de Star Baby.

No início de sua vida adulta, ele já mostrava interesse pela música, trabalhando em lojas de discos como a Probe Records em Liverpool, que virou ponto de encontro dos músicos da época.

Além de chamar muita atenção pelo seu visual com cabelo mega comprido com dreads, muita maquiagem, unhas postiças, tapa-olhos, além de um figurino bem andrógino. Ele afirmava inclusive que Boy George copiou seu estilo.

Em 1977, ele se dá conta que poderia cantar durante ensaios com o grupo Mistery Girls, que na verdade só tocou uma vez, abrindo um show do Sham 69.

Em 1979, ele forma o Nightmares on Wax (não confundir com o grupo de música eletrônica), grupo pós punk gótico que chegou a lançar alguns singles como “Black Leather”:

Depois de muitas trocas entre os membros da banda, em 1980, antes de uma sessão para o programa de John Peel, ele troca o nome da banda para Dead or Alive.

O primeiro single da banda foi em 1982, com “The Stranger”, que atingiu o sétimo lugar na parada de independentes e os fez assinar com a gravadora Epic. Um detalhe interessante é que nesta época fazia parte da banda Wayne Hussey (que foi para o Sisters of Mercy e depois formou o The Mission).

Em 1984 eles lançam o álbum “Sophisticate Boom Boom” que continha a música “That’s the way (I like it)” cover de K.C. & the Sunshine Band e seu primeiro top 40 hit na Inglaterra:

Foi com seu segundo álbum “Youthquake”, produzido por Stock, Aitken e Waterman (que depois produziriam Kylie Minogue, Jason Donovan, Rick Astley, entre outros) que eles alcançaram o sucesso, especialmente devido ao hit “You spin me round (like a Record), primeiro lugar nas paradas inglesas e em vários lugares do mundo:

Seu álbum seguinte “Mad, Bad, Dangerous to know” não teve o mesmo desempenho do anterior, já que não tinha um single forte, assim a música “Brand New Lover” só atingiu o 15º lugar na parada da Billboard:

O álbum ‘Nude” só teve sucesso em mercados como o Japão e Brasil, onde “Come home with me baby” chegou ao primeiro lugar na parada internacional:

Nos anos 90, a carreira do grupo ficou meio estagnada, alguns álbuns e singles de pouco sucesso. Os maiores hits continuavam sendo as coletâneas de sucessos e remixes de músicas antigas.

Pete Burns participou em 2006 do Celebrity Big Brother, reality show de sucesso na TV inglesa, onde ele voltou aos noticiários por suas declarações e por suas cirurgias, que acabaram modificando bastante seu aspecto, já que muitas delas não foram bem sucedidas.

Mesmo assim, ele continua na ativa, fazendo participações em programas na TV inglesa, além de shows (sem o Dead or Alive) como o Hit Factory, que acontecerá em Londres em julho deste ano em homenagem ao produtor Peter Waterman.

   Comentário RSS Pinterest   
 

TODAY’S SOUND: GIORGIO MORODER POR ARTHUR MENDES ROCHA

Giorgio Moroder dispensa apresentações, além de pioneiro da música eletrônica, ele criou a “european disco”, é produtor, arranjador e realizou premiadas trilhas para o cinema; sem ele não existiria o que chamamos de dance music.

giorgio 1

Giorgio teve a brilhante intuição de juntar o som dos sintetizadores com o R&B americano e criou um gênero único que conquistou as pistas e as paradas de sucessos.

Ele nasceu na Itália, trabalhando com pequenas bandas até se mudar para a Alemanha.

giorgio2

Giorgio era fã de Elvis Presley, Paul Anka (principalmente pela canção “Diana”) e Beatles; e em 1969 ele lançou uma canção bem pop, “Looky Looky”, que já fez sucesso logo de cara. Abaixo uma apresentação dele na TV francesa, atentem para o visual dele, impagável:

Ele ensaiava nas horas vagas, pesquisando técnicas de som, para sempre estar na vanguarda da tecnologia musical, criando o Musiclan Studios, estúdio de ponta para gravação e que foi utilizado por bandas como Led Zeppelin, Rolling Stones, entre outros.

giorgio3

Um de seus primeiros hits foi com “Son of my father”, em 1972, que o grupo inglês Chicory Tip regravou e atingiu o primeiro lugar na parada britânica. A canção é uma das primeiras a utilizar o sintetizador Moog:

Quando ele conheceu Donna Summer, em 1974, sua vida mudou: ela era uma backing vocal e resolveram fazer um demo com letra de Pete Bellotte (usual colaborador de Giorgio), chamado “The Hostage”. No clipe abaixo uma jovem Donna já mostra ao que veio:

Giorgio viu que Donna tinha futuro, daí ela teve a ideia de uma música sexy com a frase “I love loving you” e assim, com o toque de Giorgio no estúdio, surgiu ‘Love to love you baby”, que se transformou num mega hit nos anos 70.

A Casablanca Records adorou a música e propôs torná-la ainda mais longa.

Donna não queria cantar a música, pois a considerava erótica demais, mas o sucesso foi tanto que acabou lançando seu nome ao estrelato.

giorgio 1979

Giorgio foi visionário: usando a batida 4×4, agora um europeu fazia dance music da melhor qualidade, sendo um marco para a época, já que quase nada eletrônico era utilizado para fazer as pessoas dançarem.

giorgio4

Mas foi o próximo trabalho deles que acabou sendo considerado um divisor de águas, deixando todos de queixo caído: “I feel love”, uma faixa que é considerada um marco da música eletrônica, pois quando foi lançada não existia nada parecido feito para o dancefloor. A música era muito underground para a época, os únicos que faziam algo assim era o Kraftwerk, portanto o impacto de “I feel love” foi imensurável, era o futuro da música.

Ao mesmo tempo, ele se destacava nas paradas com a faixa título de seu álbum, ‘From here to eternity”, álbum todo gravado com sintetizadores:

Giorgio-Moroder1

Neil Bogart da Casablanca queria mais hits para Donna, assim é lançado outro álbum duplo, “Bad Girls”, que origina a faixa título e também “Hot Stuff”.

 Outro sucesso dos dois foi a versão disco para “MacArthur Park”, em seus mais de 17 minutos de glória, incluída no álbum duplo e ao vivo de Donna, “Live & More”, produzido por Giorgio.

Com Donna ele ainda produz ‘Enough is Enough” (dueto dela com Barbra Streisand), ‘On the Radio”, ‘Last Dance” (que ele co-produziu), entre outras.

Com a mudança de Donna para outra gravadora, a Warner, Giorgio parte para outras colaborações.

Giorgio-Moroder-1

Ele trabalha com bandas como o The Sparks, mas não obtém o mesmo sucesso que na época de Donna.

Em 1979, ele realiza um os primeiros álbuns totalmente gravados digitalmente, “E=MC2”.

giorgio mosaico

Agora vivendo em Los Angeles, ele passa a ter contato com os produtores de Hollywood onde é procurado por Alan Parker, fã de “I feel love” e que imaginava para a trilha de seu novo filme, “Midnight express” (Expresso da meia-noite), algo parecido, bem eletrônico. E assim Giorgio criou “The Chase”:

Outra música que se destacava na trilha era o tema principal do filme, ‘The Midnight Express Theme”:

A trilha permitiu a Giorgio conquistar o seu primeiro Oscar.

Giorgio Moroder,  Raquel Welch

Logo em seguida, ele faz também “American Gigolo”, cuja música de abertura era “Call me”, cantada por Debbie Harry com o Blondie e que foi um hit nas pistas:

giorgio - blondie - gere

Em 1982, ele colabora com David Bowie na trilha de “Cat People”, a refilmagem do clássico dos anos 40, “Sangue de Pantera”, na música “Putting out fire”:

No ano seguinte, ele faz a trilha de “Scarface”, que acaba virando um cult com o passar dos anos.

Outra trilha de sucesso foi “Flashdance”, o filme foi um arrasa-quarteirões nas bilheterias e a música tema, “What a feeeling”, cantada por Irene Cara, lhe deu outro Oscar e o Globo de Ouro:

No cinema, ele ainda fez a trilha da versão colorizada de “Metropolis”, o clássico do cinema mudo dirigido pelo alemão Fritz Lang, que foi relançado com nova trilha feita por Giorgio e em uma das músicas, “Love kills”, os vocais eram de Freddie Mercury:

Na trilha de “Electric Dreams”, ele tem mais um hit com Philip Oakey (o vocalista do Human League) em “Together in electric dreams”:

No mesmo ano ele também produz para Limahl a música tema do filme “Never Ending Story”:

Em 1985, ele é procurado pelo produtor Tony James para lançar uma nova banda, o Sigue Sigue Sputnik, que juntasse visuais, sons modernos e futuristas, assim ele produziu “Love Missile F1-11 (Flaunt it)”:

Ele também foi o responsável pela trilha de “Top Gun”, junto com seu colaborador Harold Faltermeyer (do sucesso “Axel F” da trilha de Beverly Hills Cop) mais Tom Whitlock (responsável pela letra), e o hit “Take my breath away”, cantada pelo Berlin, que lhe deu o terceiro Oscar.

Os anos 70 e 80 foram os mais movimentados na carreira de Giorgio, já que nos anos 90 ele fez poucas coisas como voltar a colaborar com Donna na música ‘Carry On”, que lhe deu o Grammy de melhor gravação de dance (esta foi a primeira vez que o prêmio foi dado).

giorgio e donna

Além disso, ele também colaborou com artistas pop como Bonnie Tyler, Three Degrees, Cher, Pat Benatar, Japan, Kenny Loggins, entre outros.

Em 2013, o Daft Punk o convida para uma faixa no álbum “Randon Acess Memories” intitulada simplesmente “Giorgio by Moroder”, onde ele só fica falando de sua carreira tendo uma base eletrônica do Daft por baixo.

giorgio e daft

A faixa rendeu o quarto Grammy da carreira de Giorgio e é uma bela homenagem ao trabalho do produtor:

Foi o que bastou para ele voltasse a ficar na moda, e agora também se lançando como DJ.

Ano passado ele tocou em SP num evento fechado, quem viu disse que ele tocou vários clássicos, incluindo muita coisa de autoria dele e novos remixes.

giorgio e nile

Em 2014, ele remixou uma faixa para o Coldplay e Lady Gaga com Tony Bennet.

No mês que vem, ele deve lançar o seu novo álbum “Déjà Vu”, que inclui o single “Right here, right now’ com Kylie Minogue, que já é hit nas pistas:

E a faixa título, “Déjà Vu” com a cantora Sia, que acaba de ser lançada:

Além delas, também participam do álbum, Britney Spears, Charlie XCX, Kelis, Matthew Koma, entre outros.

Giorgio-Moroder-FACT-interview-2-11.12.2013

Atualmente, Giorgio excursiona o mundo como DJ, além de fazer uma turnê com Kylie pela Austrália.

Giorgio viu assim sua carreira renascer aos 74 anos e parece que desta vez ele voltou para ficar, pois o seu toque faz toda a diferença, é sempre algo feito com habilidade e bom gosto dentro do mundo pop.

Giorgio Moroder

 

 

   Comentário RSS Pinterest   
 

TODAY’S SOUND: NICK CAVE POR ARTHUR MENDES ROCHA

Nick Cave é um dos músicos mais multimídia em atividade hoje em dia; além de cantor, ele também compõe, escreve romances, redige roteiros, atua, além de tocar instrumentos como o piano.

nickcave---foto-1
Nick é australiano de nascença, cantando em corais da igreja, até perder seu pai aos 19 anos.

nick-cave---foto-2
Ele estudou pintura antes de se dedicar à música, participando da banda “The Boys next door”, formada com seus amigos Mick Harvey e Phil Calvert (que mais tarde formariam com ele o Birthday Party). Abaixo o cover que eles fizeram para “These boots are made for walking” (de Nancy Sinatra) em 1978:

Ele até chegou a morar no Brasil em uma determinada época, lembro de encontrá-lo em São Paulo em algumas ocasiões.

nick-cave-foto-3
A música de Nick Cave é cheia de referências literárias, é um misto de rock pós punk, blues, gospel, envoltas num clima dark com influências que vão de Scott Walker a Leonard Cohen, dos quais é fã confesso.

nick-cave---foto-4
O primeiro grupo musical que participou foi o Birthday Party, banda formada no início dos anos 80 e que terminou em 1983, influenciada pelo movimento punk.

nick-cave-&-birthday-party
Eles chegaram a ter uma fama cult com músicas como “She’s hit”, gravada numa apresentação no famoso club Hacienda:

E também o vídeo para “Nick, the Stripper”, do álbum “Prayers on fire” de 1981:

Logo após, ele formou o Nick Cave & the Bad Seeds, composto por seu amigo Mick Harvey, além de Barry Adamson (do Magazine) e Blixa Bargeld (do Einsterzunde Neubaten).

nick-cave-&-the-bad-seeds
O primeiro álbum com os Bad Seeds foi “From her to eternity”, lançado em 1984, e super bem recebido por público e crítica. Um dos destaques do álbum é o cover de Elvis Presley, “In the ghetto’:

nick_cave_and_the_bad_seeds
Em seguida, eles lançam um álbum só de covers, “Kicking against the pricks”, no qual a canção ‘The Singer” solidifica sua posição como cantor, ficando em primeiro lugar na parada independente inglesa:

O próximo álbum é “Your funeral…my Trial” puxado pela canção título, na qual, além de cantar, Nick também toca o órgão Hammond:

Depois deste álbum Nick faz uma pausa de dois anos, no qual se dedica a outros projetos além da música, como sua participação com duas músicas na trilha do filme “Wings of Desire” (Asas do Desejo) de Win Wenders, além de uma cena dele com os Bad Seeds.

nick-cave-in-wings-of-desir
Neste período, a carreira de Nick vem enfrentando problemas devido à dependência em heroína, hábito adquirido na década de 70, mas no final da década de 80 ele consegue deixar a droga e sua carreira volta a engrenar.

nick-cave---foto-5
Ele lança dois livros, além de atuar no filme “Ghosts…of the Civil dead”, para o qual também compõe uma música, além de lançar o álbum “Good Son” em 1990, somente de baladas e mais relax que os trabalhos anteriores. Um dos destaques deste álbum é “The Weeping Song”, dueto dele com Bargeld:

Seu próximo trabalho é um de seus melhores trabalhos, o álbum “The Boatman’s call”, lançado em 1997, um trabalho franco, direto, com influências jazzísticas, introspectivo, como mostra a canção que abre o disco, a linda “Into my arms”:

Durante os anos 90, ele participa do Lolapalooza, grava mais discos, entre eles ‘Murder Ballads”, seu álbum de maior sucesso comercial e que contém um dueto com Kylie Minogue, “Where the wild roses grown”:

No início da década de 00, ele volta a gravar com os Bad Seeds no álbum “No more shall we part”, quase todo instrumental.

nick_cave_&-bad-seeds-2
Ele grava mais discos, antes de formar um novo projeto, Grinderman, com alguns de seus colegas do Bad Seeds como Warren Ellis, Martyn Cassey e Jim Sclavunos.

nick-cave---foto-6
Com Ellis, ele vai compor várias trilhas de filmes como “The assassination of Jesse James”, “The Proposition” e “Lawless”, estes dois últimos também roteirizados por ele e elogiados pela crítica.

nick-cave---foto-7
Ainda com Ellis, ele continua fazendo pequenos shows pelo mundo a fora e também musicaram peças de teatro da Vesturport Theatre Company como “Woyzeck”, “The Metamorphosis” e “Faust”.

nick-cave---foto-8
Em 2011, Nick declarou em um show, o final da banda Bad Seeds, mas isto acabou não se confirmando, já que no início deste ano ele lançou “Push the sky away”, 15º álbum da banda e que ganhou uma linda edição limitada (foto abaixo), com livretos, making of do álbum, vinis e mais.

nick-cave---push-the-sky-aw
Um dos vídeos do álbum é “Jubilee Street”:

Em sua vida afetiva, depois de muitos casos amorosos, Nick casou com a linda modelo Susie Bick (uma das modelos inglesas mais conhecidas da década de 90), teve filhos e ainda escreveu mais um ótimo livro chamado “The death of Bunny Munro”, já lançado no Brasil.

nick-&-susie

nick-cave--The-Death-of-Bun
Atualmente Nick e sua banda estão em excursão pelo mundo divulgando o último trabalho e não dão sinais de parar tão cedo.

   Comentário RSS Pinterest